Universidade Federal do Paraná

Menu

Ensino e Educação

Vestibular 2019/2020: conheça os campi da UFPR em Toledo, Palotina e Jandaia do Sul

Bruna Bertoldi Gonçalves     12 de agosto de 2019 - 7h50

Mais um Vestibular da UFPR se aproxima. As inscrições começaram nesta segunda-feira, 12, e seguem até o dia 11 de setembro. Abaixo, você poderá conhecer um pouco sobre a Universidade em Toledo, Palotina e Jandaia do Sul. Juntos, os três campi ofertam 14 cursos de graduação.

Campus Toledo: um ano em nova sede

O Campus Avançado mais jovem e seu curso de Medicina comemoraram, em fevereiro de 2019, um ano da mudança para a nova sede, localizada no Biopark – Parque Científico e Tecnológico de Biociências. Instalado desde 2016 na cidade de Toledo, o campus funcionou em área cedida pela prefeitura do município durante os dois primeiros anos.

“Com vocação para cursos na área da saúde, as instalações atendem a todas as especificidades do curso de Medicina e, futuramente, atenderão às de outros cursos. A mudança para a nova área foi um grande avanço para servidores e alunos”, afirma a diretora do campus, Cristina de Oliveira Rodrigues.

O Campus Toledo da UFPR comemora um ano em nova sede. A mudança foi realizada em fevereiro de 2018. Foto: Divulgação

A Biblioteca do campus recebeu ampliação e passou a atender em novas instalações em 2019. O acervo conta com aproximadamente 2.500 exemplares. O Restaurante Universitário de Toledo foi inaugurado no dia 4 de fevereiro deste ano. A estrutura está apta a atender aos 240 alunos e aos cerca de 80 servidores docentes, técnico-administrativos e terceirizados que frequentam o campus.

O Vestibular da UFPR oferta 60 vagas por ano para o curso de Medicina em Toledo – 30 a cada semestre. “O curso tem um total de 7.760 horas. Dessas, 3.200 horas são de estágios obrigatórios que vão do 9° ao 12° período. Já estamos finalizando o quarto ano do curso. No primeiro semestre do ano que vem, teremos o início dos estágios”, informa Cristina. Os primeiros estágios serão nas áreas de Clínica Médica e Saúde da Família e Comunidade.

Parcerias com a Secretaria Municipal de Saúde de Toledo e com o Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná (Ciscopar), formado por 18 municípios, foram consolidadas em 2018. Por meio dessas parcerias, alunos acompanhados de docentes desenvolvem atendimentos ambulatoriais no SUS. As especialidades médicas contempladas são dermatologia, neurologia, cardiologia, gastroenterologia, ortopedia, otorrinolaringologia, nefrologia, pediatria, ginecologia, obstetrícia, urologia, geriatria, infectologia, cancerologia, psiquiatria, oftalmologia e cirurgia vascular.

Localizado em uma das regiões mais quentes do Paraná, o campus possui climatização central. Os laboratórios de Microbiologia, Microscopia, Bioquímica, Parasitologia, Patologia, Fisiologia e Biologia Celular estão equipados e atendem à graduação e a projetos de pesquisa de docentes e alunos.

O Laboratório de Anatomia da UFPR em Toledo conta com mesa anatômica virtual utilizada nas aulas práticas. Foto: Divulgação

O campus dispõe de um centro com simuladores de baixa, média e alta complexidade para as aulas de Habilidades Médicas. O Laboratório de Anatomia conta com peças sintéticas, material cadavérico animal e humano, além de uma mesa anatômica virtual utilizada nas aulas práticas de anatomia. 

De acordo com Cristina, o curso está adquirindo equipamentos necessários para conservação de cadáveres humanos para consolidar o ensino da anatomia. Equipar o centro cirúrgico experimental para as aulas de Habilidades Operatórias é um dos objetivos para 2019. A infraestrutura está pronta, com a rede de gases instalada, e os materiais, em processo de aquisição.

“A gente tem um grande potencial de formação de recursos humanos instalado, para que esses profissionais possam de fato atuar na própria região Oeste do Paraná, que tem ainda um déficit grande na área de saúde. O campus já está contribuindo de uma forma muito particular e importante para o desenvolvimento da região”, avalia o diretor de Apoio aos Campi Avançados da UFPR, Helton José Alves.

Setor Palotina: três cursos avaliados com nota máxima pelo MEC

Marco da expansão da Universidade, o Setor Palotina oferece oito opções de graduação. Agronomia e Medicina Veterinária ofertam 40 vagas por semestre. A seleção para os outros cursos é anual: Licenciatura em Ciências Biológicas (60),  Licenciatura em Ciências Exatas – Habilitação em Física, Química e Matemática (100), Licenciatura em Computação (50), Engenharia de Aquicultura (60), Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia (65) e Engenharia de Energia (60).

Hospital Veterinário do Setor Palotina. Foto: Samira Chami Neves

Em 2019, o curso de Engenharia de Energia recebeu a nota máxima no Conceito Preliminar de Curso (CPC) do Ministério da Educação (MEC). Licenciatura em Ciências Biológicas e Engenharia de Aquicultura também receberam Conceito 5 nas últimas avaliações, em 2017 e 2018, respectivamente.

Palotina é o maior Setor fora de Curitiba. São cursos relativamente jovens, mas que já são bem conceituados. Temos uma vocação muito forte na área de extensão e pesquisa, assim como na área de empreendedorismo e inovação. Nossos egressos têm, em sua maioria, se encaixado no mercado de trabalho ou entrado em programas de pós-graduação bem conceituados”, destaca o vice-diretor do Setor Palotina, Alessandro Sato.

Palotina pertence à região oeste do Paraná e está situada a 667 quilômetros da capital paranaense. O município se destaca pela agricultura, pecuária, agroindústria e prestação de serviços. A UFPR em Palotina foi implantada em 1993. Até 2008, a unidade ofereceu um único curso: Medicina Veterinária. Nessa época, houve a mobilização da comunidade para construção do prédio da Universidade.

Em 2009, por meio do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni) do Governo Federal, o campus iniciou a expansão de suas atividades de ensino de graduação e pós-graduação. Em 2012, foi transformado em Setor da Universidade.

Setor Palotina da UFPR. Foto: Samira Chami Neves

As instalações oferecem salas de aula, biblioteca, laboratórios e restaurante universitário. Uma unidade experimental de Engenharia de Aquicultura está localizada na cidade de Maripá. A estrutura também inclui um Hospital Veterinário com ambulatórios, centros cirúrgicos, sala de emergência, laboratórios e Unidade de Terapia Intensiva (UTI). As atividades na Fazenda Experimental iniciaram em 2019. Além da graduação, A UFPR em Palotina oferece cursos de pós-graduação e projetos de extensão.

Há mais de 20 anos, o “Projeto Plantas Medicinais” estimula a troca de conhecimentos entre os acadêmicos e a comunidade. O projeto “Conhecendo a UFPR Palotina” visa divulgar à comunidade as potencialidades do Setor. Em 2019, a UFPR abriu inscrições para a primeira turma da Universidade Aberta da Maturidade (UAM) na cidade.

Com abrangência regional, a “Feira de Ciência e Tecnologia de Palotina” (Fecitec) incentiva o trabalho em grupo para colocar ideias criativas e inovadoras em prática, com bolsas de Iniciação Científica Júnior para os alunos que se destacam.  O “Cursinho Pré-Vestibular Comunitário” é ofertado com a proposta de democratizar o acesso ao ensino superior.

Campus Jandaia do Sul: três cursos na área de Engenharia e duas licenciaturas

O Campus Jandaia do Sul foi implantado em 2014. Engenharia Agrícola, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Produção, Licenciatura em Ciências Exatas e Licenciatura em Computação são os cursos ofertados pela UFPR na região. Entre 2017 e 2018, todos os cursos foram avaliados pelo MEC e receberam nota 4 no CPC.

Em seu sexto vestibular, o Campus Avançado disponibilizará 250 vagas – 50 para cada curso. “O campus está localizado numa posição estratégica do estado. Região de grande força do agronegócio, com agricultura forte, desenvolvimento tecnológico. A UFPR vem para cumprir seu papel de ensino público e de qualidade. Vem para trazer conhecimento científico para somar ao desenvolvimento da região, capacitação e desenvolvimento tecnológico nas áreas das Engenharias e também na capacitação de professores nas Ciências Exatas e Computação”, explica o diretor do campus, Eduardo Teixeira da Silva.

Campus da UFPR em Jandaia do Sul. Foto: Marcos Solivan / Sucom – UFPR

Desde o Vestibular 2018/19 da UFPR, o Curso de Licenciatura em Ciências Exatas passou a ser ofertado no período noturno. Anteriormente, as aulas ocorriam pela manhã. De acordo com o diretor do campus, a mudança foi realizada para atender à demanda regional de professores e amplia o alcance de um dos cursos mais procurados na cidade.

Instalada no prédio da Faculdade Jandaia do Sul (Fafijan), a unidade passou a ocupar dois blocos em 2018. Os estudantes tiveram acesso a mais laboratórios, a  espaços para diretórios acadêmicos e empresas juniores e a biblioteca foi ampliada. O restaurante universitário está localizado na mesma rua do campus e serve refeições no café da manhã, no almoço e no jantar.

A UFPR em Jandaia do Sul está situada provisoriamente na Fafijan, até a construção de uma sede própria em terreno doado pela prefeitura da cidade. O campus está localizado na mesorregião Norte Central Paranaense, a 384 quilômetros de Curitiba e a 44 quilômetros de Maringá. Situado no Vale do Ivaí, o município se destaca pelo cultivo de café.

Acesse o edital do Vestibular 2019/2020 da UFPR e outras informações aqui.