Universidade Federal do Paraná

Menu

+ UFPR

Universidade Aberta da Maturidade encerra sétima turma em Curitiba com cerimônia no Campus Jardim Botânico

Bruna Bertoldi Gonçalves     17 de junho de 2019 - 14h46

Com suas becas e chapéus, 51 alunos da terceira idade tomaram assento nas primeiras fileiras do auditório do Setor de Ciências Aplicadas, no Campus Jardim Botânico, na tarde da última quinta-feira, 13 de junho, para a cerimônia de encerramento da sétima turma da Universidade Aberta da Maturidade (UAM) em Curitiba. A celebração teve início às 15h30 com a apresentação de dança “Relembrando os Nossos Tempos” do projeto EnvelheSendo, promovido pelo Departamento de Educação Física da UFPR. 

“Banho de Lua”, canção lançada em 1959 pela cantora Celly Campello, embalou a apresentação de dança. Foto: Marcos Solivan/Sucom-UFPR

Contribuir para a promoção da qualidade de vida e do desenvolvimento cultural e social dos participantes são objetivos da UAM. Pessoas com mais de 60 anos são o público-alvo das atividades, que contemplam temas como inclusão digital, direito e saúde do idoso, meio ambiente, gerontologia, arte e cultura.

“Falamos do processo de envelhecimento, de patologias. Nossos alunos tiveram aulas de comunicação, expressão e interação social; tornaram-se mais independentes no uso do celular e do computador. Fizeram oficina de memória, conheceram o microscópio, visitaram Paranaguá. Foi um processo cheio de energia e vida”, destacou a coordenadora da UAM, professora Taiuani Marquine Raymundo

A entrega de certificados foi marcada por descontração e emoção. Familiares e amigos participaram com palmas, frases de incentivo vindas de diferentes partes do auditório, faixas e balões. A vice-coordenadora da UAM, professora Simone Benghi Pinto, monitores do projeto, servidores e outros convidados também participaram da solenidade.

A cerimônia de encerramento da turma 2018/2019 da UAM em Curitiba foi realizada na tarde do dia 13 de junho no Campus Jardim Botânico. Foto: Marcos Solivan/Sucom-UFPR

Cerca de 400 idosos já passaram pelo projeto desde sua criação, em 2012. Sete turmas foram concluídas em Curitiba. “Tem se mostrado, há vários anos, um grandioso sucesso e um grande orgulho para nós. É daqueles projetos de extensão que a gente nota mais alegria nos olhos daqueles que fizeram parte das turmas. A Universidade, com um projeto desse, realiza uma das suas funções que são mais inerentes: estar próxima da comunidade e fazer bem à comunidade”, afirmou o reitor Ricardo Marcelo Fonseca.

A idealizadora da UAM, professora Maria Emília von der Heyde, chamada carinhosamente de tia Mila, faleceu no início de 2019. Durante a celebração, o legado da docente e sua alegria de viver foram lembrados nas falas das autoridades e alunos.

O esposo e os filhos da professora Maria Emília, idealizadora da UAM, receberam a homenagem in memoriam durante a cerimônia de encerramento da turma. Foto: Marcos Solivan/Sucom-UFPR

“Essa vida é uma viagem, pena eu estar só de passagem”. Ao citar o poeta Paulo Leminski, a vice-reitora da UFPR, Graciela Bolzón de Muniz, desejou que todos vivam com amor e alegria. “O significado desse momento se torna evidente quando refletimos sobre a complexibilidade do envelhecimento humano no Brasil, a modernização tardia no nosso país. Vocês são motivo de orgulho e de persistência para vencer os desafios e enfrentar as problemáticas sociais que envolvem o mundo do idoso. Nunca desistam de viver, nunca desistam da alegria e do otimismo”.

Valeu a pena

Durante cerca de 15 minutos, o orador da turma e professor aposentado da UFPR, Elias Karam Junior, compartilhou histórias e peculiaridades do grupo, falou do vínculo formado entre os participantes e destacou a relevância do projeto para a transformação de vidas. “A UAM nos impulsionou, nos injetou energia, restaurou a nossa autoestima fazendo com que nos sintamos novamente úteis a nós mesmos, a nossas famílias e à sociedade porque ela nos restituiu a vitalidade”.

Uma reportagem na televisão sobre a UAM chamou a atenção de José Roberto do Nascimento e Silva, de 61 anos, e o levou a ingressar na turma que teve início em agosto de 2018. “Foi uma experiência excelente. É um trabalho voltado para você mesmo. A gente pensa no idoso de uma maneira, mas aprendemos que a pessoa consegue fazer tudo que pode. Mostrou que nós agimos conforme nossa própria vontade”.

A possibilidade de continuar fazendo o que gosta, a importância da educação física, informações sobre depressão e orientação para escrever histórias foram aprendizados relatados por José. Foto: Leonardo Bettinelli/Sucom-UFPR

O convite de uma amiga foi o incentivo que a administradora aposentada Nilza Fagundes Calegari, de 68 anos, precisava para ingressar na UAM. “A gente aprendeu muito, fez boas amizades, além de ter um novo incentivo pra vida da gente. Antes eu não conhecia os direitos dos idosos. Uma experiência interessante foi quando fomos aprender no laboratório. Vimos um feto e um cadáver para estudos”, relembrou.

Nilza e a amiga que fez o convite, a bióloga aposentada Regina Aquino, celebraram juntas a conclusão das aulas da UAM. Foto: Leonardo Bettinelli/Sucom-UFPR

Como participar

A UAM está com inscrições abertas para a turma 2019/2020 em Curitiba até o dia 21 de junho. Os grupos têm duração de um ano e iniciam em agosto, com atividades todas as terças e quintas-feiras no período da tarde, das 14h às 17h. É exigida frequência mínima de 80% nos encontros.

Para se inscrever, o candidato deve preencher o formulário online. A divulgação do resultado está prevista para 15 de julho. Não há atendimento por telefone. Mais informações no edital, no site ou pelo e-mail uam@ufpr.br.

A UAM também está com inscrições abertas para a primeira turma em Palotina até o dia 17 de junho. Mais informações no edital.

Notícias relacionadas:

Universidade Aberta da Maturidade abre inscrições para primeira turma 2019/2020

Universidade Aberta da Maturidade abre inscrições para primeira turma em Palotina

Idosos da Universidade Aberta da Maturidade participam de aula de parasitologia no Centro Politécnico