Universidade Federal do Paraná

Menu

Extensão e Cultura

UFPR desenvolve atividade esportiva para pessoas com deficiência

Superintendência de Comunicação Social     29 de janeiro de 2016 - 10h44

Departamento de Educação Física da UFPR

Departamento de Educação Física da UFPR. Foto: Sandro José da Silva

Temos que trabalhar com o atleta, mas não podemos esquecer o ser humano”. A reflexão é do psicólogo do Esporte Willian Corrêa, voluntário no projeto “Atividade Motora para Pessoas com Deficiência”, desenvolvido pelo Departamento de Educação Física da UFPR ( DEF), na modalidade Basquete Sobre Rodas . “Como membro da comissão técnica, acompanho a equipe nos treinos, amistosos, jogos e viagens”, lembrou Willian, que além de psicólogo é aluno do curso de Educação Física da UFPR. Com ele, atuam no projeto coordenado pela professora Ruth Eugenia Amarante Cidade e Souza mais cinco profissionais. 

Implantado na universidade desde 1994, o projeto conta com a parceria da Associação dos Deficientes Físicos do Paraná (ADFP), e com o apoio de uma entidade privada. Proporcionar a prática esportiva para pessoas com deficiência é o principal objetivo do projeto, segundo a professora Ruth Eugenia. “Atualmente, participam da iniciativa 13 atletas, mas este ano a previsão é que mais de 15 desportistas sejam integrantes da equipe”, ressaltou o técnico Adair Rocha, líder da equipe. Como suporte para o desenvolvimento das atividades, a UFPR disponibiliza alunos voluntários ligados a disciplina de “Introdução a Educação Física Adaptada”.

Departamento de Educação Física da UFPR

Departamento de Educação Física da UFPR

Rotina – Os treinos são realizados três vezes por semana (segundas-quartas e sextas), à noite, na quadra de Basquete do Departamento de Educação Física. Os atletas ainda não são profissionais, mas “a princípio estamos a procura de parcerias que viabilizem o incentivo desta modalidade esportiva, que tanto tem se desenvolvido no Estado do Paraná, através de ajuda financeira, explicou Willian.

Trabalho – Contando sua experiência como membro da comissão técnica, o psicólogo destacou que ao longo do ano as práticas são programadas visando o rendimento e o bem-estar dos atletas. As atividades  priorizam as habilidades psicológicas e a coesão da equipe. As avaliações são feitas através de anamneses; testes individualizados; dinâmicas de grupo, observações de treinos e jogos.

Departamento de Educação Física da UFPR

Departamento de Educação Física da UFPR

Inclusão – Nesse contexto, a integração com as famílias nas competições é de grande valia para o estímulo dos esportistas, com vistas também à inclusão social. Willian reforçou também a importância do desempenho dos profissionais ligados ao projeto: “especificamente, a Psicologia pode oferecer um amparo para a interferência de eventuais problemas pessoais que desviem o foco dos atletas em relação aos treinamentos e competições”. 

Conquistas –Em 2015, os integrantes do projeto Atividade Motora para Pessoas com Deficiência se destacaram nos “Jogos Abertos Paradesportivos do Paraná” (Parajaps), conquistando o terceiro lugar; vice-campeão paranaense e também vice-campeão da “Copa Centro/ Sul/ Sudeste”, que garantiu a vaga para participação na terceira divisão do Campeonato Brasileiro, em 2016. Há um cronograma para todo o ano, os membros da comissão técnica atuam de forma responsável tendo como meta a qualidade necessária para que os resultados dentro e fora da quadra apareçam naturalmente.

Texto: Sonia Loyola


UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2021 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pela AGTIC - Agência de Tecnologia da Informação e Comunicação da UFPR