Universidade Federal do Paraná

Menu

+ UFPR

UFPR cria centro para incentivar a escrita acadêmica

Maria de Lurdes Welter Pereira     9 de outubro de 2016 - 11h54

30140318686_15b2e478c5_z

Coordenador do Capa, Ron Martinez. Imagem: Marcos Solivan / ACS

Começou a funcionar oficialmente na sexta-feira (7), o Centro de Assessoria de Publicação Acadêmica da UFPR, uma unidade voltada para auxiliar professores, estudantes de graduação e pós-graduação na redação, revisão e publicação de artigos científicos, além de prestar apoio na língua inglesa. O Capa está aberto a pesquisadores e pós-graduandos de todas as instituições e funciona junto ao Centro de Línguas da UFPR, em uma casa próxima da Reitoria (rua XV de Novembro, 1457). As orientações são feitas gratuitamente para a comunidade da UFPR e com a cobrança de pequena taxa para a comunidade externa. Os horários já podem ser agendados pelo site: www.capa.ufpr.br. Cada encontro dura em média 50 minutos e os atendimentos são realizados das 7h30 às 20h30.

Idealizado pelo professor do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas, Ron Martinez, o centro foi criado depois de uma pesquisa entre a comunidade acadêmica que apontou dificuldades sobre a redação científica. Segundo o Martinez, mesmo entre os pesquisadores há dúvidas em questões relacionadas com a publicação em revistas especializadas, especialmente quando as editoras pedem alterações. “Muitas vezes os autores não sabem como proceder e o que alterar para atender à solicitação e garantir sua publicação”. Outra questão é a exigência cada vez mais recorrente das publicações, mesmo as brasileiras, exigirem artigos em Inglês. O Capa tem um conselho de 20 pessoas formado por um estudante e um professor de cada Setor da UFPR, representando diversas áreas do conhecimento. Também conta com a participação de graduandos e pesquisadores de Letras para atuar na revisão dos trabalhos.

Centro de Escrita Acadêmica.

Centro de Escrita Acadêmica. Imagem: Marcos Solivan / ACS

Além de prestar um auxílio à comunidade acadêmica, o principal objetivo, segundo o professor Martinez é criar uma nova cultura, a da escrita científica, formando escritores. A finalidade é reunir estudantes e docentes que tenham fluência na escrita para que possam treinar seus colegas e, assim, sejam multiplicadores de textos científicos. A primeira iniciativa neste sentido será dia 22 de outubro quando um grupo de 15 pesquisadores e pós-graduandos vão se reunir para escrever. Será o dia de produção. Entre os inscritos estão profissionais da UFPR, FAE, PUC e UTFPR. Outro evento ocorre entre os dias 29 de novembro e 02 de dezembro, em parceria com a Fundação Araucária e Conselho Britânico. Trata-se de um curso que também servirá como processo seletivo para ampliar a equipe do Centro. As inscrições devem ser feitas no site da unidade.

capa-1

INAUGURAÇÃO – A solenidade dessa nova estrutura, realizada na sexta-feira (07/10) contou com a presença da diretora do programa “Idiomas Sem Fronteiras” do Ministério de Educação, Denise de Abreu e Lima, que destacou o projeto como uma importante referência para outras universidades, já que esse é o primeiro writing center do Brasil. Para criar essa estrutura, Martinez, que é americano, se baseou nos centros de redação acadêmica existentes nas universidades dos Estados Unidos.

Também o reitor Zaki Akel Sobrinho e o vice-reitor Rogério Andrade Mulinari destacaram a importância do núcleo de escrita acadêmica, como um impulsionador das ações previstas para o processo de internacionalização da UFPR, que além do intercâmbio docente, prevê a formação de profissionais com dupla titulação. A UFPR poderá ofertar disciplinas em Inglês como parte desse processo. Duas iniciativas já foram realizadas neste ano: a primeira com um wokshop de três dias para professores de diversas disciplinas, conduzido por professores da Universidade de Oxford e a segunda um curso totalmente em Inglês na área de Ciências Agrárias, este aberto a estudantes, grande parte com experiência ou interesse em participar de intercâmbios internacionais.