Universidade Federal do Paraná

Menu

Ciência e Tecnologia

Últimas notícias...


Histórico de notícias

Setor Palotina disponibiliza orientações para produção de álcool 80% com fórmula da OMS

Superintendência de Comunicação Social     24 de março de 2020 - 15h58

Um grupo de professores e técnicos do Setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR) trabalha no combate ao Covid-19. A linha de frente está focada na produção de álcool etílico glicerinado 80 % V/V, com base nas formulações indicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), para uso como higienizador para mãos. Os procedimentos para produção estão disponíveis no site da Diretoria de Desenvolvimento e Integração dos Campi (Integra).

Nos últimos dias, o grupo se dedicou a elaborar procedimentos para a produção e controle de qualidade do produto, com os cuidados que devem ser tomados para garantir a segurança e a eficiência do produto. Os documentos foram elaborados e revisados por profissionais das áreas de Química e Microbiologia, com apreciação da Vigilância Sanitária da cidade, e oferecem uma série de informações e recomendações técnicas para garantir a produção da fórmula indicada pela OMS.

Quatro laboratórios estão envolvidos na iniciativa e as equipes darão suporte para o recebimento, armazenamento de insumos e de produtos, produção, controle de qualidade e análises microbiológicas. O Laboratório de Análise Instrumental e Controle de Qualidade de Biocombustíveis, o Laboratório de Materiais e Energias Renováveis (Labmater), o Laboratório de Inspeção e Controle de Qualidade de Alimentos e Água (Lacoma) e Laboratório de Biotecnologia compõem a força-tarefa. 

O grupo realizou testes e a produção do álcool glicerinado 80% deve iniciar na próxima quarta-feira, 25, com insumos químicos e frascos doados inicialmente pela comunidade acadêmica, pelos laboratórios do Setor Palotina, pelas empresas do município e da região e pela população. 

Estima-se que podem ser produzidos entre 450 e 600 litros do produto por semana, de acordo com o volume de insumos e recipientes para armazenamento e distribuição disponíveis. De acordo com o professor do Departamento de Engenharias e Exatas da UFPR em Palotina, Rodrigo Sequinel, um dos responsáveis pela iniciativa, o fato de o álcool gel ter virado artigo raro nas farmácias despertou nas pessoas o interesse em produzir o composto em casa. “Hoje as informações circulam muito rápido e alguém, ao ver uma receita na internet, pode tomar iniciativa de maneira precipitada”.

A equipe da UFPR alerta que é necessário prudência para produção do álcool em gel, e destaca as orientações:

1) a produção deve ocorrer em local seguro e com estrutura;

2) os equipamentos e utensílios devem estar higienizados;

3) deve ser realizado teste de qualidade nos insumos necessários para a preparação;

4) deve ser realizado teste de qualidade no produto final;

5) o produto deve ser envasado em frascos adequados;

6) os frascos devem ser etiquetados com todas as informações necessárias;

7) os produtos não podem ser distribuídos para terceiros sem orientação de órgãos competentes;

8) todo produto formulado deve permanecer em quarentena de 72 horas antes de ser utilizado ou distribuído. Isso permite que o peróxido de hidrogênio presente na formulação possa eliminar quaisquer esporos presentes no álcool ou nos recipientes de envase.

Os profissionais de Palotina reforçam: em tempos de fake news, algumas receitas são descabidas e ineficientes, e colocam as pessoas em risco. É preciso garantir que o produto disponibilizado para higienização seja eficaz contra o Coronavírus e que todas as medidas de precaução sejam tomadas para evitar o agravamento da situação. 

“Na UFPR no Setor Palotina temos uma equipe de pessoas capacitadas, utilizando toda a estrutura de laboratórios e trabalhando para obter um produto com confiança e credibilidade”, informa Sequinel. 

A proposta é destinar uma parcela da produção para uso interno na Universidade e, a maior parte, disponibilizar para a Secretaria Municipal de Saúde do município, para que seja direcionada para onde houver maior necessidade. Além de professores e técnicos, a partir desta semana, alunos de pós-graduação do Setor Palotina também auxiliarão no trabalho. 

A lista de insumos e as orientações para doações de frascos para o armazenamento e distribuição do produto podem ser consultadas aqui.

Mais informações no site http://www.prppg.ufpr.br/integra/index.php/home/ufpr-mais-perto/.

Saiba tudo sobre as ações da UFPR relacionadas ao Coronavírus