Universidade Federal do Paraná

Menu

Extensão e Cultura

Servidoras do SiBi recebem qualificação na Alemanha para projeto internacional de documentação

Superintendência de Comunicação Social     10 de novembro de 2017 - 14h54

Três servidoras do Sistema de Bibliotecas da UFPR (SiBi/UFPR) estão em viagem à Alemanha a fim de aprimorar conhecimentos sobre formas de documentação para participação na iniciativa Dokumente, que tem como foco a documentação de acervos brasileiros em língua alemã. A formação será realizada entre 31 de outubro e 15 de novembro e foi financiada com recursos da Fundação Fritz Thyssen, da Alemanha.

Claudia Regina Camargo, Elisabete Ferreira e Fabiane Führ estão acompanhando o sistema de trabalho do Instituto Ibero-Americano (IAI), da Fundação de Herança Cultural Prussiana, com sede em Berlim.

A ideia é que elas conheçam os acervos luso-brasileiros da entidade, o modo de funcionamento dos setores de bibliotecas digitais e de infraestrutura de tecnologia e informação, especialmente quanto à digitalização de acervo. Um panorama das prioridades de conteúdo da digitalização e dos projetos em curso será apresentado pela pesquisadora Ricarda Musser, do IAI.

Além da visita, as servidoras estão frequentando um curso de alemão especialmente concebido para auxiliar os membros do projeto no trabalho com o material do Dokumente.

Da esq. para dir.: Fabiane Füher (à frente), Claudia Regina Camargo e Elisabete Ferreira estão em Berlim para conhecer projeto de documentação do IAI. Foto: Arquivo Pessoal

Sobre o Dokumente

A UFPR vem realizando atividades relacionadas à Dokumente, entre as quais o projeto dbp digital, em que são descobertos, digitalizados e divulgados periódicos em língua alemã no Brasil, especialmente os editados entre 1836 e 1938. A ideia é que os jornais possam ser visualizados em formato digital, por acesso a uma hemeroteca sistemática. Por enquanto, a UFPR tem disponibilizado material por temáticas específicas, como a em homenagem aos 500 anos da Reforma Luterana.

A iniciativa tem como objetivo disponibilizar para pesquisa acervos brasileiros em língua alemã que permanecem como conteúdo quase inexplorado, armazenado em museus, bibliotecas, arquivos e coleções particulares, mesmo tendo grande relevância histórico-cultural e literária.