Universidade Federal do Paraná

Menu

Ciência e Tecnologia

Projeto da UFPR é contemplado em chamada pública do Programa de Recursos Humanos da ANP

Superintendência de Comunicação Social     25 de março de 2019 - 11h19

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi contemplada no último edital do Programa de Formação de Recursos Humanos (PRH-ANP) com o projeto “Exploração, produção, processamento, refino, e novos materiais para a indústria do petróleo e biocombustíveis”, que envolve os departamentos de Engenharia Mecânica, Engenharia Química e Geologia.

O Programa de Recursos Humanos da ANP para o Setor Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (PRH – ANP) é uma iniciativa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que tem como objetivo estimular as instituições de ensino a organizar e oferecer aos seus alunos especializações profissionais consideradas estratégicas e imprescindíveis ao desenvolvimento do setor de petróleo no Brasil.

O Programa concede bolsas de estudos aos alunos matriculados naquelas instituições, além de motivar e apoiar seus professores e bolsistas na pesquisa e no desenvolvimento de novos processos, tecnologias e materiais, na pesquisa em fontes alternativas de energia e no reaproveitamento de resíduos do setor, sempre com foco em sustentabilidade e empreendedorismo.

Para a professora Maria José Ponte, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica e autora do projeto, a aprovação no edital deste Programa é muito importante para atrair jovens pesquisadores para a área proposta. “A formação de recursos humanos mais especializada nesta área é de grande importância para o desenvolvimento tecnológico do setor e do País”, afirma.

A chamada pública teve mais de 120 propostas inscritas, das quais apenas 39 foram contempladas. O projeto da UFPR ficou entre os primeiros colocados com uma das dez melhores notas. Segundo Maria, o início do programa depende dos trâmites internos da instituição, mas, provavelmente, começará já no segundo semestre deste ano e terá a duração de 60 meses, com possibilidade de aditivos.