Universidade Federal do Paraná

Menu

Ciência e Tecnologia

Pesquisadores da UFPR e da UFOP desenvolvem diagnóstico de Covid-19 por imagens de Raio-X

Superintendência de Comunicação Social     13 de maio de 2020 - 9h30

A falta de testes para diagnosticar pacientes com Covid-19 motivou um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) estudar uma nova técnica de identificação da doença. 

O projeto propõe a detecção do coronavírus por meio de radiografias, com alto índice de precisãoParticipam da iniciativa os professores Eduardo José da Silva Luz, Gladston Juliano Prates Moreira e Rodrigo Silva, do Departamento de Computação da UFOP; o doutorando em Ciências da Computação da UFOP Pedro Henrique Lopes Silva;  os professores David Menotti, Lucas Ferrari de Oliveira e Luiz Eduardo Soares de Oliveira, do Departamento de Informática da UFPR; e a médica Ludmila Silva. 

Os pesquisadores utilizam um sistema computacional que analisou 13,8 mil imagens, sendo 183 de pacientes com o novo coronavírus e as demais de pulmões saudáveis ou com pneumonia. As imagens foram obtidas em repositórios internacionais, tais como o dSociedade Radiológica da América do Norte (RSNA).  

Rede neuronal 

O professor David Menotti explica que o sistema funciona como uma rede neuronal. Os computadores reconhecem padrões de determinado fenômeno, tal qual acontece no cérebro. O equipamento recebe as imagens, faz operações matemáticas, as categoriza e cria um padrãoAtravés deste aprendizadoé possível identificar, por exemplo, quando o caso é de pneumonia e quando se trata de Covid-19. “O problema de classificação de uma determinada doença a partir de imagens já é bem conhecido na literatura. Aplicamos conhecimentos de outras áreas para verificar a assertividade do sistema para detectar se um paciente tem ou não Covid-19″destaca o pesquisador. 

Arte – Juliana Barbosa

No estudo submetido à revista IEEE Access, o mecanismo foi capaz de identificar quase 94% das radiografias com Covid-19. Das 31 imagens usadas, o sistema avaliou corretamente 30, o que equivale a 96.8% de sensibilidade. Nenhum caso de pneumonia ou tórax normal foi classificado incorretamente, o que garantiu 100% de predição positiva.  “Conseguimos resultados extraordinários. Porém, precisamos de uma base de dados maior para levar esse métodos para os hospitais”, comenta o professor Eduardo Luz, da UFOP.

Aplicativo para comunidade hospitalar 

Para ampliar o serviço, a equipe pretende disponibilizar um aplicativo direcionado a profissionais de saúde. Mas antes, é necessário desenvolver um banco próprio de imagens, que será possível a partir de parcerias com hospitais brasileiros, conforme pontua David Menotti: Estamos com a equipe pronta para o desenvolvimento da aplicação. A gente acredita que nas próximas semanas haja um protótipo para ser disponibilizado à comunidade hospitalar”. 

O grupo desenvolve o método há dois meses e está em tratativas com os Hospitais de Clínicas da UFPR e do Trabalhador, para utilizar as imagens de pacientes de CuritibaEm Minas Gerais, a equipe da UFOP está em contato com a Prefeitura Municipal de Ouro Preto e com o Hospital de Clínicas da UFMG. Outros hospitais que quiserem fazer parcerias podem entrar em contato com a equipe das duas instituições aqui e aqui. 

Por João Cubas, com informações do Setor de Ciências Exatas da UFPR  

Confira iniciativas e projetos da UFPR no combate ao novo coronavírus 


UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2020 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pela AGTIC - Agência de Tecnologia da Informação e Comunicação da UFPR