Universidade Federal do Paraná

Menu

Ensino e Educação

Pesquisadoras colhem relatos de pais, alunos e educadores durante a pandemia

Superintendência de Comunicação Social     14 de maio de 2020 - 18h28

O isolamento social modificou as relações entre pais, professores e estudantes. As aulas, agora mediadas pelo uso da tecnologia, modificaram a rotina em todos os níveis de ensino. 

Para compartilhar os relatos dos envolvidos, surgiu o projeto Escola em quarentena: um registro antropológico de memórias educacionaisEm um grupo no Facebookos alunos, as famílias e os educadores podem publicar narrativas sobre os impactos na educação durante a pandemia de Covid-19A iniciativa é de Juliane Bazzo, pesquisadora e professora do Departamento de Antropologia da UFPR; da contadora de histórias e mediadora de leituras Mana Lucena Suarez; da professora da rede estadual do Ceará Kelli Schmiguel. 

Os relatos mostram as dificuldades de adaptação ao ensino remoto frente à adequação dos conteúdos para ensino à distância, ao manejo da tecnologia à rotina doméstica.  

A maior parte dos depoimentos são de mães com crianças na rede pública de ensino. Ainda assim, na opinião da equipe, a amostra pode não refletir a totalidade da situação, pois não considera aqueles que não possuem computador ou Internet para partilhar suas vivências. “Isso só dá evidência a uma questão extremamente crítica e grave nesse momento: a desigualdade social, pois há muitas famílias com dificuldades de continuar em contato com suas comunidades escolares pela exclusão digital”, ressalta Juliane. 

No futuro, a ideia é que o projeto saia da rede social, para democratizar aprendizado coletivo na forma de memória educacional, como explica a professora da UFPR: O certo é que exploramos frentes de ensino, pesquisa e extensão, nas quais todas as administradoras do projeto estão mais ou menos diretamente envolvidas 

O público pode enviar relatos de maneira livre, por escrito, com fotos, vídeos e áudios. Os testemunhos também podem ser anônimos, se a pessoa assim desejar, uma vez que postagem e a visualização das narrativas se darão mediante aceitação de ingresso no grupo. 

O material forma um diário coletivo, que ajuda a trazer soluções em condições extremas como a pandemiaconforme explica Juliane: Ao criar esse espaço de memória, espera-se que as pessoas se inspirem e se apoiem mutuamente, ainda que haja distância física. Desse modo, poderemos refletir sobre o passado, pensar o presente e imaginar coletivamente um futuro pós-pandemia para a escola e para a educação. 

O grupo do Facebook está vinculadao blog de divulgação científica Primavera nos dentes – Ensaios sobre a escola e a realidade brasileiraNo espaço, há conteúdos específicos sobre coronavírus e educação, com links para sites e artigos relacionados ao tema.  

Por Marjorie Kauane Teixeira, com orientação de João Cubas  

 

Confira iniciativas e projetos da UFPR no combate ao novo coronavírus 


UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2020 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pela AGTIC - Agência de Tecnologia da Informação e Comunicação da UFPR