Universidade Federal do Paraná

Menu

Extensão e Cultura

Exposição de painéis com histórias de refugiados será lançada dia 19 no Campus Rebouças

Superintendência de Comunicação Social     10 de junho de 2019 - 11h33

A UFPR é membro da United Nations Academic Impact (Unai), rede de universidades da ONU e se compromete a manter e aprofundar sua atuação nas áreas-chave da rede, todas relacionadas às metas de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas.

Densas tramas da memória de quatro pessoas refugiadas – Amr, da Síria; Fabrice, do Haiti; Jaqueline, do Benin, e Natasha, da Venezuela – são retratadas na exposição “Bordas Urbanas”. Os painéis com as narrativas visuais são resultado de uma colaboração entre o artista curitibano Seth Dazrua, a designer Marcela Mity e a idealizadora do projeto e estudante do curso de Psicologia da UFPR, Maria Beatriz Maia, em homenagem a pessoas refugiadas. O lançamento acontece no dia 19 de junho, das 14h às 21h, com uma grande intervenção artística e cultural no Campus Rebouças.

A iniciativa ocorre na véspera do Dia Mundial do Refugiado [20 de junho] e leva em consideração a crescente necessidade de afirmação de um lugar social de reconhecimento para essa população. A programação conta com apresentações e oficinas culturais, além de comidas típicas.

A mostra faz parte do movimento “Arte Urbana como Refúgio”, caracterizado por ser uma corrente de intervenção urbana que busca levar visibilidade para a causa das pessoas refugiadas, por meio da arte, para que várias pessoas em todo o mundo se envolvam com este tipo de propósito. A ação também recebe o apoio do Laboratório de pesquisa Interagir, coordenado pelo professor Josafá Moreira da Cunha.

De acordo com Maria Beatriz, esse tipo de ação impacta diretamente a percepção de alunos refugiados sobre a universidade, como sendo um lugar acolhedor ou distante. “É importante que existam espaços inclusivos que representem a identidade cultural dessas pessoas, afirmando sua presença. É essencial que essas pessoas se reconheçam na universidade, por isso a importância de haver espaços onde elas possam se expressar, serem vistas e compreendidas”.

Os painéis são parte de uma intervenção urbana itinerante, que passará por todos os campus da UFPR e por centros culturais de Curitiba, com o objetivo de homenagear a presença de pessoas refugiadas no maior número de espaços.

Iniciativas

A idealizadora do movimento “Arte Urbana como Refúgio”, Maria Beatriz, dedica-se ao trabalho com pessoas em condição de refúgio em Curitiba pelo programa da UFPR Política Migratória e Universidade Brasileira (PMUB). Entre os anos de 2014 e 2018, o PMUB atendeu cerca de 5 mil refugiados e migrantes.

No início do ano durante uma viagem à Espanha, a estudante de Psicologia desenvolveu um projeto que conecta arte, sustentabilidade e refugiados. Confira a matéria completa.


UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2019 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR