Universidade Federal do Paraná

Menu

Ensino e Educação

Liga de Cocriação articula projetos voltados para o ensino diferenciado

Superintendência de Comunicação Social     28 de maio de 2019 - 10h12

Alunos e professores do curso de Administração da Universidade Federal do Paraná (UFPR) estão unidos com o intuito de melhorar a metodologia de ensino, a grade curricular e a interação entre as pessoas. Esse objetivo foi o que motivou o nascimento da Liga de Cocriação, projeto idealizado pela professora Camila Camargo, que busca melhorias por meio da ferramenta de Design Thinking.

O objetivo principal é deixar o curso de Administração mais adequado ao mercado e voltado para a prática, tornando-o mais interessante para os alunos e para o próprio mercado. “Nesse projeto desenvolvemos uma nova grade curricular, mais flexível, com aprendizagem baseada em problemas (Problem Based Learning – PBL) e com linhas de formação de acordo com o perfil dos alunos que buscam mercado, empreendedorismo e área acadêmica”, explica Camila.

Com início em 2018, os primeiros semestres do projeto foram dedicados à imersão nos problemas existentes. A partir de entrevistas com docentes e estudantes e observações de aulas, a Liga levantou que os pontos críticos estão relacionados à metodologia das aulas, ao comportamento dos alunos em sala de aula e ao relacionamento entre professores e alunos.

A partir da identificação desses fatores, o grupo realizou uma análise síntese, compilando todos os dados e transformando-os em cartões de insight com ideias centrais. Os cartões são ferramenta da metodologia Design Thinking, que tem como pressuposto a empatia. Nesse contexto, para resolver um problema, é necessário colocar-se no lugar do outro.

“Fizemos, então, 15 rodadas de ideação: reuniões com professores e alunos com o objetivo de gerar ideias para solucionar os problemas encontrados. No final do ano criamos um rol de projetos que seriam prioridade”, conta a coordenadora. Os resultados estão sendo aplicados aos poucos, conforme possibilidade do curso e adesão dos professores. Esse projeto principal, de alteração do projeto pedagógico e das técnicas de ensino aprendizagem no curso, foi desmembrado em ações menores que estão sendo tocadas ao longo desse semestre.

Foto: Arquivo Profissional

Uma das iniciativas é a Liga Connection, um curso destinado aos calouros sobre o funcionamento da universidade. O papel dos estudantes no processo de ensino e aprendizagem, as metodologias de aula, o que cada um deve buscar fazer para aprender melhor e meios de colaborar com as aulas são algumas das temáticas abordadas nesse curso ministrado por Camila.

Outra atividade desafia professores e alunos a testarem em sala de aula as boas práticas levantadas pela Liga na fase de imersão. “A ideia é que os docentes apliquem essas sugestões em classe para que o impacto sobre o desempenho da turma, o engajamento dos alunos e a qualidade das aulas sejam avaliados posteriormente. Os alunos também devem se adequar às boas práticas atentando para atitudes colaborativas ou inadequadas”, detalha a idealizadora.

As campanhas “Feedback Positivo” e “Você conhece o seu professor? Você conhece o seu aluno?” também atuam no sentindo de melhorar a convivência. A primeira estimula que as pessoas elogiem aquilo que consideram bom e a segunda tenta criar uma identificação para aproximar, a partir de histórias de vida, diferentes atores.

Uma rede de contatos com ex-alunos do curso é o objetivo do subprojeto Alumni, que busca suporte para criação futura de um grande Centro de Integração entre escola e empresas. “Esses ex- alunos nos apoiarão com palestras, abrindo as portas de suas empresas para visitas técnicas e para disciplinas externas, bem como consultorias”, afirma Camila.

Ela sinaliza que o Mapeamento de Práticas Existentes pretende subsidiar a implantação de um Centro de Cocriação de Material que contemple um banco de boas ideias compartilhado entre os professores. “Uma opção é apresentar vídeos de professores considerados com boa prática e que conseguem engajar melhor os estudantes como fonte de inspiração para os colegas. Além disso, o Centro terá bancos de cases, de questões e de provas. Tudo isso envolvendo a produção em conjunto com alunos”. A intenção também é utilizar esse Centro de Cocriação como facilitador e organizador de visitas técnicas a empresas.

Como destaca Camila, alguns projetos da Liga já saíram do papel e estão sendo desenvolvidos, outros estão a caminho. “Estamos conseguindo mais impacto na transformação no curso do que havíamos imaginado ser possível no início. Queremos mostrar que os problemas de estudantes e professores são os mesmos e basta nos unirmos para conseguir resolver juntos”, finaliza.


UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2019 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR