Universidade Federal do Paraná

Menu

Ensino e Educação

Lançado projeto “Experimentando Ciência” que capacita professores do ensino fundamental na utilização de experimentos em aulas de Ciências

Superintendência de Comunicação Social     6 de agosto de 2018 - 12h11

Capacitar professores do ensino fundamental a utilizarem experimentos científicos em sala de aula, esse é o objetivo do projeto “Experimentando Ciência” lançado nesta segunda-feira (6). Organizado pelo Programa de Educação Tutorial do curso de Química (PET Química) da Universidade Federal do Paraná em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o trabalho de preparo de professores para utilizar experimentos como estratégia adicional no ensino de Ciência teve início com 20 inscritos que participarão de atividades presenciais, em laboratórios da universidade, e a distância.

Francisco de Assis Marques, tutor do PET Química e um dos idealizadores do projeto, explica que com essa iniciativa será construído um material didático específico em conjunto com os professores municipais. Tanto o material, quanto o suporte da universidade dará segurança para que os profissionais explorem os experimentos científicos no dia a dia do ensino. “Nós queremos sistematizar essas parcerias que realizamos há anos com as escolas, fazendo com que os professores sejam multiplicadores de conhecimento em seus locais de trabalho”.

“Experimentando Ciência” é consequência da atuação do PET Química no “Cientistas na Escola”, programa lançado pela Secretaria Municipal de Educação em 2017 com continuidade garantida em 2018, que visa aproximar os cientistas e a ciência da realidade dos alunos do ensino fundamental. A ação será dividida em módulo presencial – em que os professores da rede terão o acompanhamento dos integrantes do PET Química no desenvolvimento de experimentos relacionados ao conteúdo programático do ensino fundamental – e o módulo a distância – em que os professores da rede interagirão com os universitários em salas de discussão a distância na construção de materiais didáticos a serem explorados nas escolas.

A gerente de currículo da rede municipal de ensino de Curitiba, Luciana Zaidan Pereira, conta que os estudantes ficam muito mais motivados a aprender quando a escola tem esse tipo de iniciativa. “O interesse pelas aulas é muito maior. As crianças ficam entusiasmadas, pensando que o cientista está ali perto delas, trabalhando em conjunto. Assim, elas percebem que também são capazes de fazer ciência em sala de aula e no dia a dia”. A expectativa dos integrantes da Secretaria Municipal de Educação é que essa experiência seja consolidada e, no futuro, ampliada para outras áreas.

No lançamento do projeto, o pró-reitor de Graduação e Educação Profissional, Eduardo Barra, enfatizou que atitudes como essa fazem com que a universidade pública cumpra sua missão de atender aos anseios da população e dar suporte à educação. “Estamos contemplando uma demanda de capacitação dos professores do ensino fundamental da rede pública para que atuem na área de formação científica e no ensino da ciência. A UFPR tem muita expertise e está totalmente qualificada para isso. A universidade pública também tem a função de capacitar professores do nível de educação elementar”.

Marques destaca a importância do trabalho em um contexto de corte de verbas no âmbito da educação, como é o vivido atualmente. “Estamos sendo audaciosos e mostrando que o caminho é justamente ao contrário, investindo maciçamente em educação. Essa é uma maneira de resistir”.


UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2019 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR