Universidade Federal do Paraná

Menu

+ UFPR

UFPR compõe equipe de novo centro especializado em atendimento a mulher do Hospital do Trabalhador

Superintendência de Comunicação Social     28 de dezembro de 2018 - 17h28

Nesta sexta-feira (28) foi inaugurado o Centro de Excelência em Atenção à Mulher Fani Lerner, em Curitiba. A unidade compõe uma nova ala do Hospital do Trabalhador e concentrará serviços de ginecologia e obstetrícia, terapia intensiva pediátrica e neonatal, terapia intensiva adulta feminina, maternidade, enfermarias e leitos de internação. A UFPR mantém desde 1997 um convênio com o hospital e seus estudantes e profissionais integrarão a equipe do novo anexo.

A vice-reitora da UFPR, professora Graciela Bolzón de Muniz, que representou a instituição durante a cerimônia, destacou a importância do convênio tanto para o atendimento da população como para a formação dos estudantes da UFPR. “Esta parceria traz um importante benefício na formação de nossos alunos de medicina, de enfermagem e de toda a área de saúde, o Hospital do Trabalhador se tornou uma referência na área de traumas com a ajuda da nossa universidade e agora passará também a ser no atendimento da mulher”.

A parceria com a UFPR representou um salto de produtividade e qualidade nos serviços prestados pelo hospital, com destaque ao atendimento a acidentados, com a implementação do Pronto-Socorro de Traumas, área em que o hospital hoje é referência. O convênio foi providencial para a UFPR que na ocasião procurava meios para ampliar a formação e o treinamento dos alunos do curso de medicina e da Residência Médica, especialmente da área de Cirurgia e Ortopedia.

O investimento na construção do novo anexo foi de R$ 13,1 milhões além de mais R$ 12 milhões para a compra de equipamentos. Esta foi a maior ampliação do hospital desde sua inauguração em 1947 e conta com 4 mil metros quadrados. A expansão permitiu ampliar a quantidade de leitos do hospital de 222 para 302, dentre os quais 30 são novas UTIs, 20 neonatais e 10 reservadas ao atendimento de mulheres. O centro ainda oferecerá o serviço de reprodução humana do SUS no Paraná, que inclui o congelamento de óvulos, embriões, tecido ovariano e esperma. O novo prédio possui ainda estrutura para o pouso de helicópteros para atendimentos de emergência e translado de pacientes.

A inauguração foi conduzida pela Governadora do Paraná, Cida Borghetti, em um dos últimos atos de seu mandato. Participaram ainda da solenidade o secretário especial do Desenvolvimento Econômico, Virgílio Moreira Filho; a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak; a comandante-geral da Polícia Militar, coronel Audilene Dias Rocha; os presidentes do Conselho Regional de Medicina, Luiz Ernesto Pujol; e da Comec, Louvanir Menegusso; e o deputado federal Ricardo Barros.