Universidade Federal do Paraná

Menu

Ciência e Tecnologia

Estudante da UFPR vence prêmio de inovação com sistema de gestão de produtos agrícolas

Superintendência de Comunicação Social     18 de setembro de 2019 - 15h19

Muninn: um sistema de gestão de estoque em tempo real com informações de temperatura e umidade de silos, estrutura que armazena produtos agrícolas. Com esse projeto, o estudante Caio Filus, do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Paraná (UFPR), venceu o “Hackaton Agroleite”, evento da cooperativa Castrolanda para startups mostrarem seu potencial de inovação e otimização dos processos do agronegócio. A disputa integrou a Semana de Inovação Agroleite, que ocorreu em agosto na cidade de Castro (PR).

Estudantes criaram Hello Soluções em IoT (Internet of Things), que conquistou a primeira colocação solucionando as problemáticas apresentadas. Foto: Divulgação

O sistema é direcionado para silos de armazenamento de grãos e faz uma varredura completa da superfície, gerando gráficos que mostram o estoque atual. A tecnologia foi desenvolvida por Caio juntamente a colegas da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Eles criaram a Hello Soluções em IoT (Internet of Things), que conquistou a primeira colocação no Hackaton solucionando as problemáticas apresentadas. Agora, a próxima etapa da Hello é uma reunião com representantes da Castrolanda e do Sebrae para a implementação do sistema Muninn.

Sistema de gestão de estoque traz informações de silos de armazenamento de grãos em tempo real. Imagem: Divulgação

A trajetória do estudante da UFPR envolvendo a criação de startups teve início com seu ingresso na iniciativa Startup Experience, do projeto de extensão Ciência Para Todos, coordenado pelo professor André Bellin Mariano, do Departamento de Engenharia Elétrica da UFPR. Caio Filus ressalta o aprendizado com embasamento técnico e administração empresarial. “O curso de Engenharia Elétrica me ofereceu a fundamentação teórica e o projeto Ciência Para Todos me capacitou profissionalmente. Esses dois aspectos me deram o embasamento necessário para criar minha própria empresa e vencer o Hackaton”, diz.

O professor André Mariano destaca que Caio é um exemplo do trabalho de capacitação do indivíduo visando um retorno para a sociedade promovido pela Universidade desde sua fundação. “Quando nossos alunos conseguem produzir impactos verdadeiros a partir de trabalho baseado nas metodologias desenvolvidas na UFPR, percebo que estamos no caminho certo”, conta.

No projeto Ciência Para Todos, atualmente, 70 alunos trabalham em 15 startups em fase de pré-incubação. Caio participa como colaborador, compartilhando experiências e motivando novos alunos.

Por Gabriel Ramos
Sob supervisão de Chirlei Kohls
Parceria Superintendência de Comunicação e Marketing (Sucom) e Agência Escola de Comunicação Pública e Divulgação Científica e Cultural da UFPR