Universidade Federal do Paraná

Menu

Ciência e Tecnologia

Escola Paranaense traz visão de quatro pesquisadoras sobre filosofia e história da ciência

Superintendência de Comunicação Social     11 de julho de 2019 - 12h36

Termina nesta quinta-feira (11) o evento Escola Paranaense de História e Filosofia da Ciência e da Tecnologia (Escola HFC&T), promovido pela Universidade Federal do Paraná e pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. A programação foi marcada por proporcionar um espaço formativo para o ensino e a pesquisa, e pelo encerramento da disciplina transversal “Filosofias da ciência e da tecnologia”, ofertada pela Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) da UFPR.

A visão feminina sobre filosofia e história da ciência foi o tema do curso principal do evento, ministrado pelas pesquisadoras Patrícia K. Leite (UFMG); Luciana Zaterka (UFABC); Indianara L. Silva (UEFS) e Leyla M. Joaquim, pesquisadora da Universidade Federal da Bahia, que conduziu a palestra final sobre a pesquisa e a história da ciência presente, com destaque para a maternidade na ciência. “Esse evento com a ideia de dar visibilidade para as pesquisadoras foi de uma sensibilidade incrível, tanto do ponto de vista da história da ciência, como da situação acadêmica e política. Está sendo muito bom”, avalia Leyla.

Pesquisadora da UFBA, Leyla M. Joaquim. Foto: André Filgueira

Realizada no Teatro da Reitoria da UFPR, a Escola HFC&T reuniu, em quatro dias de atividades, estudantes de graduação e pós-graduação e professores de todo o Brasil, com interesse nos temas da história e da filosofia da ciência e da tecnologia para fins de formação profissional e acadêmica.

Veronica Calazans, professora da UTFPR e organizadora do evento, lembra que em dez anos de Escola Paranaense vários temas foram abordados do ponto de vista do conhecimento e agora o evento apresenta esse recorte exigido pela sociedade. “É urgente o debate sobre a questão da mulher na ciência. As palestrantes mostraram como essa barreira, que parece invisível, existe e impede a mulher de ascender e tomar posições de liderança na ciência, embora as estatísticas mostrem que as mulheres produzem ciência tanto quanto os homens, mesmo com a dificuldade em obter o reconhecimento devido a essa produção”, ressalta.

Foto: André Filgueira

O Pró-reitor de Graduação e Educação Profissional da UFPR, Eduardo Barra, explica que a oferta da disciplina transversal pela PRPPG atraiu grande parte do público do evento, incluindo pesquisadores de outros programas. “Nosso objetivo com a disciplina foi oferecer as reflexões desse campo do conhecimento sobre a atividade como cientista e pesquisador em várias áreas”, afirma. “Eles tiveram oportunidade de complementar isso agora, com a visão de quatro jovens pesquisadoras especialistas nesse campo. É de enorme importância a maneira como estamos encerrando o evento, chamando a atenção também para as questões de gênero ligadas a esse grupo de conhecimento”.

A Escola HFC&T participa, ao lado da Escola USP de História das Ciências e da Escola de História da Ciência da UFMG, da Rede Brasileira de Escolas de História da Ciência.


UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2019 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR