Universidade Federal do Paraná

Menu

Extensão e Cultura

Equipe da UFPR participa de competição nacional de aerodesign nesta semana

Aline Fernandes França     29 de outubro de 2018 - 12h08

Entre os dias 1º e 4 de novembro, a equipe Burning Goose Aerodesign participa da competição nacional SAE Brasil AeroDesign, realizada anualmente em São José dos Campos – SP. Pela primeira vez, o grupo da UFPR levará dois aviões completos para disputar a categoria regular.

Desde o primeiro semestre, a Burning Goose iniciou o projeto e realizou testes em um protótipo em escala. Os estudantes iniciaram a construção dos aviões oficiais, batizados de Peter Spring e Canarinho, no mês de junho. Os dois biplanos são iguais e produzidos a partir do projeto Grifo.

O objetivo desafiador de construir aviões exigiu horas de dedicação, inclusive durante o período de férias. Cinquenta e cinco estudantes de vários cursos de graduação da UFPR, que integram o grupo, colocaram em prática o conhecimento da sala de aula e de pesquisas, trabalhando em equipe.

Divulgação: Burning Goose Aerodesign

“Os itens do avião não podem ser isolados. A asa é projetada em conjunto com a aeronáutica, que garante que a aerodinâmica vai funcionar; a estrutura garante que as forças que a aeronáutica encontrou resistirão e, a elétrica, que o comando vai ser feito adequadamente”, explica o capitão Nicolas Gusso, estudante do curso de Engenharia Mecânica. “A equipe precisa trabalhar em conjunto e harmonia para fazer um avião com qualidade”.

A aeronave de quatro quilos tem capacidade para levar uma carga de até 18 quilos e passará por avaliação técnica da SAE Brasil. As novidades do avião deste ano são o uso extensivo de madeira balsa e adoção de design no plano. O método de dimensionamento dos controles passou por melhorias, fazendo a aeronave voar e responder melhor aos comandos.

Em 2016, a equipe ficou em 59º lugar na competição e alcançou a 48ª colocação no último ano. Nesta 20ª edição do evento, o objetivo é ter um melhor desempenho. “Queremos ser campeões e estamos fazendo isso através de melhorias contínuas. Nossa meta este ano é o 30º lugar”, afirma o estudante Thomas Gusso, diretor financeiro da equipe.

Avião Peter Spring. Divulgação: Burning Goose Aerodesign

Monoplano classificatório para 2019

A Burning Goose também projetou, paralelamente aos aviões principais, um monoplano (monoplano) para o torneio de acesso da SAE Brasil AeroDesign. A etapa classifica as equipes que poderão concorrer à categoria micro, em 2019.

Apesar de ser menor e mais simples que a aeronave oficial, o monoplano traz a tecnologia endplates – uma modificação nas pontas da asa que proporciona mudanças para o voo.

O torneio de acesso acontece por meio de vídeos gravados pela equipe, mostrando o funcionamento e o voo do avião. A equipe aguarda o resultado para a possível construção de um avião elétrico no próximo ano.

 

Burning Goose

A equipe de aviação da UFPR nasceu há 17 anos, já teve outros nomes e chegou a encerrar as atividades por um período. Há sete anos, retornou como Burning Goose e voltou a competir em 2016.

Os campeonatos dão visibilidade ao trabalho desenvolvido pelos estudantes. O histórico da Burning Goose mostra a proporção dos resultados, já que dois ex-capitães da equipe tornaram-se engenheiros da Embraer.

Para fazer parte das equipes é necessário ser aprovado em processo seletivo aberto a cada semestre. Além da prova, os novos integrantes também podem passar por desafios e treinamentos. Conheça mais sobre a Burning Goose aqui.


UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2019 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR