Universidade Federal do Paraná

Menu

Ciência e Tecnologia

Doutoranda de Química da UFPR tem artigo publicado em periódico de destaque internacional

Superintendência de Comunicação Social     9 de outubro de 2018 - 17h19

A doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Química (PPGQ) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Laís Cristine Lopes, teve seu artigo da tese (defendida em agosto deste ano sob a orientação do Professor Aldo Zarbin) selecionado como trabalho de capa da Chemical Science, principal periódico da Royal Society of Chemistry e um dos mais respeitados da Química, por seu fator de impacto avaliado em 9,063.

O artigo descreve uma rota inédita de obtenção de grafeno – que é um nanomaterial leve e maleável, mais forte que o aço e ótimo condutor de calor e eletricidade –, através da síntese química, partindo de moléculas simples e condições brandas (temperatura e pressão ambiente).

Laís explica que o trabalho representa um grande avanço na obtenção do grafeno, que tem despertado o interesse nas pesquisas realizadas em inúmeras áreas de conhecimento. Para o professor do Programa de Pós-Graduação em Química, Aldo Zarbin, o trabalho é uma descoberta importante para a comunidade científica. “O artigo reporta uma nova maneira de preparar um material estratégico de forte apelo tecnológico. Significa dizer que apresentamos uma nova maneira de fazer algo muito importante”.

Reconhecimento

A publicação do artigo como capa do periódico representa prestígio internacional para a pesquisa de Laís. A doutoranda recorda que, atualmente, fazer ciência é um desafio para os pesquisadores brasileiros. “Então considerando a hostilidade do ambiente nacional para a pesquisa científica, foi uma grande conquista ter o nosso trabalho reconhecido em um periódico internacional. Mesmo com tantos percalços, nós mostramos que se faz ciência de qualidade no Brasil”, afirma.

Na UFPR, o reconhecimento do artigo de Laís é mais uma contribuição para a excelência do Programa de Pós-Graduação em Química, de acordo com Aldo Zarbin. Para ele, um trabalho científico reflete não só os autores, mas também a instituição onde foi desenvolvido. Significa também a manutenção do conceito máximo do PPGQ e o nível de excelência do Setor de Ciências Exatas.

Além da publicação no periódico científico, o artigo teve destaque na seção de novidades do site da Royal Society of Chemistry, que é uma organização internacional de publicações e conhecimento na área da ciência química.

Confira o artigo aqui

Por Maria Fernanda Mileski