Universidade Federal do Paraná

Menu

Ensino e Educação

Cursos de graduação da UFPR mantêm alto índice em avaliações do MEC

Superintendência de Comunicação Social     20 de maio de 2019 - 12h50

A Universidade Federal do Paraná possui conceito máximo (5) no Índice Geral de Cursos (IGC), o indicador mais abrangente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Das 2.066 instituições avaliadas que obtiveram algum conceito, apenas 34 (ou 1,6%) conseguiram o máximo — a UFPR é a única universidade do Paraná na lista. O IGC avalia a graduação e a pós-graduação oferecidas pelas instituições públicas e privadas de ensino superior (IES) no Brasil inteiro.

Um dos principais indicadores considerados para o IGC é o Conceito Preliminar de Cursos (CPC), do Inep, voltado à avaliação da qualidade dos cursos. O CPC se baseia nos resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e do questionário de percepção que os graduandos que prestam o Enade respondem, além de outros dados, como o valor agregado pelos cursos para o desenvolvimento do estudante (que compara o nível de conhecimento do aluno que ingressa e o do que se forma no curso); e o perfil do corpo docente (regime de trabalho e titulação), que consta no Censo Superior.

A coordenadora do Fórum Permanente de Coordenadores de Cursos de Graduação (Forgrad) da UFPR, professora Nilce Nazareno da Fonte, destaca que a UFPR é a primeira opção de vestibular para a sociedade paranaense. “No vestibular 2018/2019, mais de 43 mil estudantes se inscreveram para uma vaga em cursos de graduação da UFPR. Claro que a gratuidade é um fator a considerar, mas a nossa qualidade é o principal fator. Nossa instituição é centenária, com uma enorme diversidade de áreas, possibilitando aos estudantes uma riqueza ímpar de formação”, afirma.

Foto: Marcos Solivan

Entre os 5.264 candidatos aprovados no vestibular 2018/2019, quase 60% (59,82) cursaram ensino médio em escolas públicas. A maioria dos classificados reside no Paraná (90%), sendo 52% em Curitiba, 19% em municípios da região metropolitana de Curitiba e 19% no interior do estado.

Os números do Índice Geral de Cursos (IGC) e do Conceito Preliminar de Cursos são referentes à avaliação de 2017 e foram divulgados no final de 2018.

Desempenho no Índice Geral de Cursos

O cálculo do IGC ocorre pelo enquadramento da nota geral (IGC Contínuo) em faixas que equivalem a conceitos (de 1 a 5). Instituições que alcançam conceito 5 são as que têm nota igual ou acima de 395, por exemplo. Considerando o IGC Contínuo para a formulação de rankings, a UFPR aparece na 11ª posição entre as universidades federais com melhores notas e na 13ª entre as universidades públicas.

Trata-se do melhor desempenho da UFPR no IGC desde a criação do índice, em 2007. Nos últimos dez anos, a universidade vinha mantendo o conceito 4 — conseguido por menos de 20% das instituições no último levantamento e válido para notas entre 295 e 394. Ainda assim, as notas gerais da universidade vêm aumentando ano a ano desde 2012. O salto dos últimos cinco anos foi da nota geral 353 para a 395, que garante o maior conceito.

O IGC é calculado por meio de indicadores do próprio Inep (para a graduação) e da avaliação da pós-graduação pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Entre 2014 e 2017, a UFPR melhorou todos os anos os principais conceitos médios que compõem as três áreas do IGC: Graduação (de 3 para 3,12).