Universidade Federal do Paraná

Menu

Ensino e Educação

Congresso Brasileiro de Fitossanidade reúne participantes de 17 estados até sexta-feira (9)

Superintendência de Comunicação Social     8 de agosto de 2019 - 9h11

O Congresso Brasileiro de Fitossanidade (Conbraf) reúne até sexta-feira (9) cerca de 450 pesquisadores, profissionais, professores e estudantes de 17 estados brasileiros, com o objetivo de promover o debate e a difusão de conhecimentos sobre a Fitossanidade Brasileira frente aos desafios que surgem a cada ano. O evento é realizado pelas Universidades Federal do Paraná, Estadual Paulista Campus de Jabotical (Unesp), Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC), Sistema da Federação da Agricultura do Estado Paraná (Faep), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

A programação do Congresso acontece no Centro de Eventos Fiep e está relacionada à produção agropecuária, desde o campo até a indústria, como parte da cadeia consumidora e fornecedora de bens, em qualidade e quantidade necessárias ao mercado interno e com expressiva quantidade de excedentes exportáveis. Neste contexto, as questões fitossanitárias constituem em item estratégico e de segurança, uma vez que consideram os principais fatores de risco a produção, em si, com os naturais reflexos no consumo e no comércio nacional e internacional dos produtos da agropecuária.

Foto: Marcos Solivan

Pela primeira vez, o Congresso abrange áreas que eram abordadas em eventos específicos de entomologia, fitopatologia ou plantas daninhas. A 5ª edição do Conbraf terá 14 conferências, oito simpósios, três sessões técnicas, sete mesas redondas e 288 resumos na forma de pôster e 12 apresentações orais.

Durante a abertura do Congresso, na quarta-feira (7), a vice-reitora da UFPR, Graciela Inês Bolzón de Muniz, destacou a relevância das universidades na produção e desenvolvimento científico do País. “Esse Congresso abre as portas para a sociedade, mostrando quem faz realmente as pesquisas, que são as universidades. Nós temos que valorizar e divulgar cada vez mais nossos trabalhos que ajudam o Brasil a crescer”.

A professora Maria Aparecida Zawadnead, vice-presidente do Conbraf, lembrou que o Congresso tem como objetivos difundir conhecimentos, complementar a formação, promover a troca de experiências entre profissionais, produtores e estudantes e discussões sobre a fitossanidade brasileira, considerando os obstáculos que surgem a cada ano. “No Conbraf, professores, pesquisadores e estudantes da fitossanidade divulgam pesquisas para serem utilizadas diretamente no setor produtivo. Além disso, técnicos, empresários e produtores rurais vêm em busca de atualizações e podem prospectar oportunidades de desenvolvimento embasados em pesquisas realizadas nas diversas regiões do País”.

Foto: Marcos Solivan

O professor titular da UFPR, Adelino Pelissari, recebeu a homenagem de “Personalidade da Fitossanidade Brasileira”, em reconhecimento público de suas atividades e pela destacada atuação no ensino, pesquisa e extensão na área de Fitossanidade. “A construção do conhecimento é o que perdura, o que nós, como engenheiros agrônomos, levamos à produção”, disse.

Também participaram da abertura da programação o presidente do V Conbraf, professor Marcelo Ferreira; o chefe da Divisão de Defesa Agropecuária do Estado do Paraná, Cezar Pian; Aline Roberta de Carvalho, professora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná; o diretor presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná, Otamir Cesar Martins; o vice-presidente do Sistema Fiep, Paulo Roberto Pupo, e a Engenheira Agrônoma do Departamento Técnico Econômico da Federação da Agricultura do Estado do Paraná, Elisangeles Souza.