Universidade Federal do Paraná

Menu

+ UFPR

Celebração marca os 60 anos do Complexo da Reitoria e do Coro da UFPR

Superintendência de Comunicação Social     18 de outubro de 2018 - 13h33

Os 60 anos do conjunto arquitetônico da Reitoria e do Coro da UFPR foram celebrados na noite desta quarta-feira (17), com uma solenidade marcada por homenagens a pessoas importantes na história dos dois “aniversariantes” e, claro, por boa música.

A celebração, no Teatro da Reitoria, foi aberta com a apresentação de um filme com imagens da inauguração do Complexo da Reitoria, em 1958. Projetado pelos arquitetos David Xavier de Azambuja e Rubens Meister (este responsável pelo projeto do Teatro da Reitoria), o complexo é considerado um dos mais importantes marcos da arquitetura modernista em Curitiba e foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Estadual em 1999.

O reitor Ricardo Marcelo destacou a importância arquitetônica e histórica do Complexo da Reitoria.

“A cada dia de trabalho aqui vejo um detalhe diferente que confirma a jóia arquitetônica que é este conjunto. Mas a importância dele vai além disso: o Complexo da Reitoria é também um lugar histórico, cheio de simbologia e que está na alma de muitos de nós”, disse o reitor Ricardo Marcelo Fonseca. Ele lembrou, entre outros eventos ocorridos no local, a chamada “tomada da Reitoria”, em 1968, quando estudantes que resistiam a medidas propostas pela ditadura militar ocuparam o local e foram cercados por forças policiais.

Ao lado da vice-reitora Graciela Bolzón de Muniz e do pró-reitor de Extensão e Cultura, Leandro Gorsdorf, o reitor entregou uma placa de homenagem a Ulf Gregor Baranow, professor da área de Ciência da Informação que dedicou anos de trabalho a reunir documentos sobre a história da UFPR que estavam esparsos, envolvendo alunos de graduação e pós-graduação nessa pesquisa.

“O professor Baranow não apenas é um grande conhecedor da história da UFPR, como fez do resgate dessa história um compromisso de vida, e por isso merece todas as homenagens”, disse o reitor.

O professor Ulf Gregor Baranow, homenageado por seu trabalho de resgate da memória da UFPR. Fotos: Leonardo Bettinelli

Ao agradecer a homenagem, o professor Baranow lembrou que participou dos festejos de inauguração do Complexo da Reitoria, em 1958, como aluno de Filosofia. “Estou próximo de completar 80 anos e tenho a preocupação e a esperança de que a universidade mantenha o afã na documentação de sua história”, afirmou.

Coro

Também foram homenageados o fundador do Coro da UFPR, maestro Mário Garau – já falecido, e que neste dia 17 de outubro completaria 90 anos – e o atual regente do Coro, Alvaro Nadolny, que ocupa a função há 30 anos. A homenagem a Garau foi entregue ao filho dele, Mário Garau Filho.

Foram exibidos trechos do documentário “Vozes”, trabalho de conclusão do curso de Jornalismo em 2003 que conta a história do Coro e como Garau passou a batuta para Alvaro Nadolny. O fundador do coro estava hospitalizado por causa de um infarto, mas não permitiu que Naldony fosse avisado com antecedência que teria que substituí-lo numa apresentação. “Fiquei sabendo cinco minutos antes de entrar no palco. Era muito pouco tempo para entrar em pânico total”, conta Nadolny no filme. Pouco tempo depois, Garau aposentou-se e Nadolny assumiu definitivamente a regência.

Álvaro Nadolny, regente do Coro da UFPR há 30 anos, ao final da apresentação que marcou os 60 anos do grupo.

“O Coro da UFPR é um orgulho não só para a universidade, mas para Curitiba. Nestes tempos complexos que vivemos, a universidade tem que se afirmar cada vez mais como pólo irradiador não apenas de ciência, mas também de cultura e arte”, disse o reitor Ricardo Marcelo.

Mário Garau Filho recebe a homenagem ao pai, fundador do coro, ao lado do reitor Ricardo Marcelo, da vice-reitora Graciela Muniz e do pró-reitor Leandro Gorsdorf.

“O Coro e o Complexo da Reitoria são irmãos gêmeos, têm suas vidas entrelaçadas”, destacou o pró-reitor Leandro Gorsdorf. Ele lembrou que o palco do Teatro da Reitoria já recebeu inúmeros eventos significativos, na arte e na política: “É um palco vivo, assim como é vivo o Complexo da Reitoria, graças aos estudantes, professores e técnicos”.

Concurso

Durante a solenidade também foram entregues os certificados aos autores das fotografias selecionadas no concurso “Reitoria 60 Anos – Imagens em Movimento”. As 15 imagens selecionadas ficam expostas no hall do Teatro da Reitoria até o próximo sábado, dia 20.

Apresentação

A celebração foi encerrada com uma apresentação do Coro da UFPR, com a participação da Orquestra Filarmônica da UFPR, da ex-integrantes do coro e do Coral do CEP.

A temporada de aniversário do Coro terá mais três apresentações, nesta quinta, sexta e no sábado (dias 18, 19 e 20), às 20h30. A entrada é um litro de leite longa vida ou em pó.

 

Veja mais fotos da comemoração dos 60 anos do Complexo da Reitoria e do Coro da UFPR