Universidade Federal do Paraná

Menu

Extensão e Cultura

Caderno de ensaios chega à décima edição com temática de resistência ao pensar cultura e formação

Superintendência de Comunicação Social     13 de dezembro de 2019 - 19h38

Uma sala ampla e aberta no Prédio Histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Estudantes, professores e técnicos-administrativos atuando de forma colaborativa para pensar a cultura, a comunicação e a formação. Assim, num espaço da Pró-reitoria de Cultura (Proec) da UFPR, surgiu em 2015 o Caderno de Ensaios Tom, que tem versão digital e publicação semestral. O produto que integra o projeto de extensão Tom Laboratório de Práticas de Comunicação e Difusão para Cultura chega à décima edição perpassando diferentes temáticas. “Imagem e Resistência/Imagem e Subversão” é o título do número 10 do Tom, que pode ser acessado nos próximos dias neste link.

“Imagem e Resistência/Imagem e Subversão” é o título do número 10 do Caderno que integra projeto de extensão da UFPR. Imagem: Divulgação

O vice-coordenador do projeto de extensão, Ronaldo de Oliveira Corrêa, professor do Departamento de Design da UFPR, explica que a temática surge pelo que estamos passando no país. “A proposta do Caderno é pensar a cultura de forma diferente. Não como bens que falam sobre uma identidade nacional, mas como todas as expressões possíveis dos coletivos que vivem nesse país. Esse número [10 do Tom] traz uma mensagem de carga potente de resistência de contestação”.

O próprio nome do Caderno carrega diversidade e amplitude. “Como falamos de uma forma bem ampla de cultura e arte, pensamos que precisaria ser um nome mais abrangente possível. E o Tom remete muito ao tom da cor, ao tom da fala, ao tom da música, cabe em todas as áreas artísticas de alguma forma”, explica Patricia Salles, coordenadora do projeto de extensão e produtora cultural da UFPR.

A cada número são convidados curadores, que definem conteúdos a partir da temática sugerida pela equipe do Tom. O processo colaborativo e multidisciplinar acontece durante todas as etapas, reunindo convidados, estudantes, professores e técnico-administrativos. “Sempre enfatizando esse caráter formativo do processo como um todo”, destaca Patricia. Participam da produção do Tom estudantes de Design, Jornalismo, Relações Públicas e Produção Cênica da UFPR.

O Tom da resistência
e da subversão

Indígenas, afro-brasileiros, mulheres e LGBTQ+ são abordados no número 10 do Caderno de Ensaios Tom com textos, imagens, histórias em quadrinhos, cartazes e fotografias. A edição tem curadoria, pela primeira vez, de professores da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR): Kando Fukushima, Marilda Lopes Pinheiro Queluz e Marinês Ribeiro dos Santos. Além dos estudantes, professores e técnico-administrativos da UFPR, participam nesta edição uma aluna de Design da UTFPR e artistas.

“Nosso interesse é compartilhar aquelas imagens que nos interpelam sobre o modo como organizamos nossa sociedade, como sentimos, como construímos e experimentamos o olhar do outro, como interagimos com o cotidiano, como reinventamos nossos corpos, ressignificamos nossas vidas”, explicam os curadores. A cada número do Caderno, eventos de lançamento ocorrem em diferentes espaços de acordo com a temática e proposta da edição. O Tom 10 foi lançado na noite desta quinta-feira (12) com ensaio aberto da “bloca feminista Ela pode, Ela vai”, no jardim do Campus Rebouças da UFPR.

Décima edição do Caderno de Ensaios Tom ocorreu durante ensaio aberto da “bloca feminista Ela pode, Ela vai”. Foto: Laura Sferelli/Divulgação

O Tom 10 ainda tem cartazes produzidos pelo Centro de Assessoria e Pesquisa em Psicologia e Educação (Ceappe), do Departamento de Psicologia da UFPR. Integrantes do Laboratório de Estudos da Sexualidade Humana (LAB-ESHU), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), ainda escreveram um texto para o Caderno sobre o livro “A política para as mulheres em Recife (2001-2016): memórias e olhares”.

Também já participaram da produção do Caderno integrantes de outros projetos e programas da UFPR, como do Programa Política Migratória e Universidade Brasileira (PMUB) e do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (Neab). Ao final de cada edição, estudantes escrevem sobre o processo de produção, refletindo sobre a participação e formação.

Oportunidades em
extensão, cultura e formação

A primeira edição do Caderno de Ensaios Tom teve a temática voltada para festivais de cultura a partir da comemoração de 25 anos do Festival de Inverno UFPR. Um ano depois, a ideia se tornou projeto de extensão, o Tom Laboratório de Práticas de Comunicação e Difusão para Cultura. “A proposta era construir um espaço de formação e capacitação de pessoal para a comunicação e para a cultura, atendendo também a uma meta do Plano Nacional de Cultura (PNC). É interessante ressaltar que o Caderno de Ensaios Tom já passou por duas gestões da Proec, que entenderam que é relevante”, conta Ronaldo.

Processo colaborativo e multidisciplinar acontece durante todas as etapas, reunindo convidados, estudantes, professores e técnico-administrativos. Foto: Divulgação

A curadoria do Caderno já foi feita por técnico-administrativos, professores e convidados externos à Universidade. “Como não é um uma publicação acadêmica no sentido estrito, há essa liberdade de convidar outros atores sociais que estão na universidade. Teve um grupo de curadoria com técnicos do Setor Litoral da UFPR. Organizar um caderno todo mundo acha que professor tem que fazer, mas não”, conta Ronaldo. Patricia acrescenta que são todas essas possibilidades que o projeto proporciona. “Queremos que o Tom seja esse espaço para mostrar a arte e a cultura independente do ator social que está desenvolvendo”.

Além do Caderno de Ensaios, o laboratório Tom conta com uma página no Facebook, a UFPR Arte e Cultura. A página no Facebook divulga atividades culturais da Universidade e seus grupos artísticos. “Era uma questão de escala. Uma era pensar uma comunicação mais rápida no perfil do Facebook e outra, com mais tempo para trabalhar uma temática em específico e mais elaborada”, diz Ronaldo.

Por Chirlei Kohls
Parceria Superintendência de Comunicação e Marketing (Sucom) e Agência Escola de Comunicação Pública e Divulgação Científica e Cultural da UFPR