Universidade Federal do Paraná

Menu

Ciência e Tecnologia

Bares de Curitiba recebem palestras sobre ciência em três noites de maio; confira programação do Pint of Science 2019

Superintendência de Comunicação Social     26 de abril de 2019 - 18h21

Festival internacional ocorre de 20 a 22 de maio em seis estabelecimentos da cidade com 18 sessões ministradas por pesquisadores de seis áreas de conhecimento

Da inteligência artificial aos agrotóxicos, da literatura de ficção às vacinas e dos desastres naturais a cidades inteligentes. As conversas em seis bares de Curitiba serão envolvidas pela ciência durante três noites em maio. Ao todo, serão 18 palestras com temáticas distintas com pesquisadores de seis áreas de conhecimento: Tecnologia, Ciências Exatas, Biológicas, Humanas, da Saúde e da Terra. A programação integra o festival internacional de divulgação científica Pint of Science, que neste ano ocorre de 20 a 22 de maio. Em Curitiba, os bares que recebem as sessões, que tem início sempre às 19h, são Cervejaria Bodebrown, Drakkar Beer & Food, Hendrix Brew House, Hop’n Roll Brewpub, Let’s Growl e We Are Bastards Pub – confira os endereços no infográfico.

A duração das palestras é de 30 a 45 minutos, com sessão de perguntas do público ao final. A entrada é gratuita, com pagamento apenas do que consumir nos estabelecimentos. Não é necessário realizar inscrição. A expectativa é de que cerca de 2 mil pessoas assistam às palestras. O objetivo do festival é derrubar intermediários entre o cientista e a sociedade, estabelecendo um canal direto de conversa.

Festival internacional ocorre em bares de Curitiba desde 2017, com organização da UFPR. Foto: Nicolle Schumacher - 2018/Sucom-UFPR

Festival internacional de divulgação científica ocorre em bares de Curitiba desde 2017, com organização da UFPR. Foto: Nicolle Schumacher-2018/Sucom-UFPR

Coordenador do Pint of Science em Curitiba, Fabio Marcel Zanetti, professor do Departamento de Física da Universidade Federal do Paraná (UFPR), explica que a ideia principal do evento é aproximar os pesquisadores da sociedade em um ambiente mais descontraído do que o acadêmico. “Com isso, a gente pretende dar visibilidade e mostrar o impacto de todo o trabalho de pesquisa que é produzido em universidades, institutos, museus, etc., que acaba muitas vezes não transparecendo à população”, diz. A proposta é de que as palestras sejam acessíveis e abrangentes para que o público leigo entenda, participe e interaja com os cientistas.

O professor ressalta a importância do evento em mostrar de maneira simples, didática e descontraída o que se faz em termos de pesquisa e como isso se encaixa no dia a dia dos cidadãos. “O Pint of Science tem a importância ímpar de levar os pesquisadores ao contato direto com a população e poder clarear dúvidas, espantar interpretações errôneas e mostrar todo o poder e alcance das descobertas científicas. Especialmente neste momento da história, no qual cada vez mais cresce a desinformação científica e se propaga a pregação de teorias pseudocientíficas”, considera.

Infográfico: Roberto Lagarto/Sucom-UFPR

Infográfico: Roberto Lagarto/Sucom-UFPR

Nesta edição, Curitiba tem mais um bar na programação comparado ao ano passado, quando eram cinco, e palestrantes de uma gama mais variada de instituições. Os 18 pesquisadores atuam em sete instituições: Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Instituto Federal do Paraná (IFPR) Campus Paranaguá, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Florestas e Museu Paranaense.

A organização do Pint of Science 2019 em Curitiba é da UFPR e da UTFPR. Esta é a terceira edição do evento na cidade. Neste ano, o festival internacional ocorre em 24 países e o Brasil é o campeão, com 87 municípios participantes.

Confira abaixo a programação completa – endereços dos bares podem ser conferidos no infográfico.

Dia 20 de maio (segunda-feira), às 19h:

“Quem tem medo da inteligência artificial?” com Fabiano Silva, professor do Departamento de Informática da UFPR, na Cervejaria Bodebrown

“Mulheres trans na academia: nós existimos! Nós produzimos! Nós resistimos!” com Megg Rayara Gomes de Oliveira, professora do Setor de Educação da UFPR, no Drakkar Beer & Food

“Uma nova luz sobre obras de arte: o uso de técnicas ópticas em ciência forense” com Evaldo Ribeiro, professor do Departamento de Física da UFPR, no Hendrix Brew House

“Prevenir é melhor que remediar, vamos todos vacinar!” com Letusa Albrecht, pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz, no Hop’n Roll Brewpub

“Cidades Inteligentes, legislação nem tanto…” com Keiko Verônica One Fonseca, professora do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e Informática Industrial da UTFPR, no We Are Bastards Pub

“Araucária: a ciência por trás dessa (des)conhecida” com Ivar Wendleing, pesquisador da Embrapa Florestas, no Let’s Growl

Dia 21 de maio (terça-feira), às 19h:

“O herbicida glifosato: uma solução antiga ou um problema atual?” com Marcelo Pedrosa Gomes, professor do Departamento de Ecologia da UFPR, na Cervejaria Bodebrown

“Filhos adolescentes: manual de sobrevivência” com Alessandra Sant’Anna Bianchi, professora do Departamento de Psicologia da UFPR, no Drakkar Beer & Food

“Gritos silenciados: violência obstétrica contra mulheres negras” com Cintia de Souza B. Tortato e Ana Claudia Coutinho, professoras do IFPR Paranaguá, no Hendrix Brew House

“Rock Art: inovações na arqueologia do Paraná” com Cláudia Inês Parellada, arqueóloga do Museu Paranaense, no Hop’n Roll Brewpub

“Utilizando conhecimento científico para enfrentar desastres mundiais” com Renato Eugenio de Lima, professor do Departamento de Geologia da UFPR, no We Are Bastards Pub

“Por que não conseguimos ser sustentáveis?” com José Milton Andriguetto Filho, professor do Departamento de Zootecnia da UFPR, no Let’s Growl

Dia 22 de maio (quarta-feira), às 19h:

“Energia limpa e renovável: eletrônica orgânica saudável” com Lucimara Stolz Roman, professora do Departamento de Física da UFPR, na Cervejaria Bodebrown

“Nanopartículas: um mundo mais precioso do que ouro” com Arandi Ginane Bezerra Jr., professor do Departamento de Física da UTFPR, no Drakkar Beer & Food

“Uma tradição filosófica para tempos de crise” com Ronei Clécio Mocellin, professor de Filosofia da UFPR, no Hendrix Brew House

“Checando o retrovisor para entender a estrada à frente: evolução e mudanças climáticas” com Walter Antonio Pereira Boeger, professor do Departamento de Zoologia da UFPR, no Hop’n Roll Brewpub

“Mente humana, evolução cultural, Game of Thrones: por que (e desde quando) gostamos tanto da ficção?” com Pedro Ramos Dolabela Chagas, professor do Departamento de Letras da UFPR, no We Are Bastards Pub

“Controle dos movimentos após um AVC: algumas pistas fornecidas pela Biomecânica” com Elisângela Ferretti Manffra, professora do Departamento de Engenharia Elétrica da PUCPR, no Let’s Growl

Por Chirlei Kohls
Parceria Superintendência de Comunicação e Marketing (Sucom) e Agência Escola de Comunicação Pública e Divulgação Científica e Cultural da UFPR