Universidade Federal do Paraná

Menu

Ensino e Educação

Alunos de programa nacional de formação de professores da UFPR finalizam estudos na Alemanha

Superintendência de Comunicação Social     19 de fevereiro de 2019 - 15h31

Professores da rede pública municipal e estadual de ensino alternaram papéis e passaram a ser alunos no Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O aprendizado obtido por meio da Segunda Licenciatura em Letras Alemão, do Parfor, na Universidade Federal do Paraná (UFPR) trouxe a oportunidade de ampliar os conhecimentos na Alemanha. Em janeiro, 15 estudantes da primeira turma do curso foram à cidade de Leipzig, na Alemanha, onde permaneceram durante três semanas, para finalizar os estudos iniciados no Brasil. A iniciativa ganhou destaque com divulgação na Capes TV – uma equipe de Brasília veio a Curitiba gravar a atuação da UFPR no Parfor em fevereiro.

“Foi muito enriquecedor realizar o curso e ir à Alemanha tanto como professora [de educação básica] quanto como aluna [do Parfor na UFPR]. Senti qual é a situação em que o aluno se encontra quando aprende um idioma do zero e pude vivenciar uma cidade alemã”, disse Marcilene Machado Reinert, professora de inglês da Escola Municipal Plácido Xavier Vieira, em Joinville (SC).

Primeira turma do curso Segunda Licenciatura Letras Alemão do Parfor na UFPR estudou durante três semanas em Leipzig, na Alemanha. Foto: Divulgação

Primeira turma do curso Segunda Licenciatura Letras Alemão do Parfor na UFPR estudou durante três semanas em Leipzig, na Alemanha. Foto: Divulgação

O curso de Segunda Licenciatura em Letras Alemão começou na UFPR em 2016, é ofertado em Joinville (SC) e tem 57 alunos. A duração é de três anos e a proposta é que ao final dos estudos haja parte da formação na Alemanha. A primeira turma estudou no InterDaF, instituto de ensino de alemão para universitários vinculado à Universidade de Leipzig, durante três semanas, em janeiro. O curso alemão, a estadia e as passagens foram custeadas com verbas do Serviço de Intercâmbio Acadêmico Alemão (DAAD) e da Embaixada Alemã, em Brasília, como uma forma de contribuir para a formação de professores de língua alemã e ampliação da oferta do ensino do idioma na rede pública de ensino básico. A UFPR, por meio da Segunda Licenciatura em Letras Alemão, do Parfor, mantém parceria com o InterDaF e a Universidade de Leipzig desde o início das atividades do curso.

Durante as aulas, os estudos contemplam tanto a língua alemã quanto metodologias e práticas de ensino, visando a formação de professores. Na Alemanha, os estudantes ainda participaram de dois workshops do Dhoch³, projeto de formação de professores na língua alemã oferecido por universidades da Alemanha.

Para a coordenadora da Segunda Licenciatura em Letras Alemão do Parfor na UFPR, Catarina Portinho Nauiack, a experiência foi muito gratificante, porque houve disciplinas de línguas e também pedagógicas. “Nossos alunos puderam se desenvolver na parte linguística e tiveram uma reciclagem das práticas profissionais, além de ter acesso à parte cultural. Levar nossos alunos para a Alemanha foi um momento muito especial no curso”, avalia.

Estudos contemplaram língua alemã e metodologias e práticas de ensino, visando a formação de professores. Foto: Divulgação

Estudos contemplaram língua alemã e metodologias e práticas de ensino, visando a formação de professores. Foto: Divulgação

Ela ainda destaca que o curso proporciona que professores de inglês na rede pública de ensino no Brasil também tenham fluência em outra língua. “Isso amplia a oferta de língua estrangeira nas escolas”, acrescenta Catarina. O primeiro coordenador da Segunda Licenciatura em Letras Alemão, em 2016, Paulo Soethe, concorda: “o curso viabilizou a participação dos docentes ainda durante o seu trabalho e oferece para secretarias municipais e estaduais [de Educação] a possibilidade da formação de professores multilínguas para o seu sistema sem necessidade de novas contratações”.

O Parfor na UFPR

O Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), da Capes, visa induzir e fomentar a oferta de educação superior, gratuita e de qualidade, para profissionais do magistério que estejam no exercício da docência na rede pública de educação básica e que não possuem a formação específica na área em que atuam em sala de aula.

A UFPR já ofertou, no Parfor, os cursos de Formação Pedagógica e de Segunda Licenciatura nas áreas de Ciências Sociais, Física, Música e Letras Alemão. Em janeiro, a Universidade formou 27 professores da educação básica nos cursos de Segunda Licenciatura em Ciências Sociais e em Física.

De acordo com o pró-reitor de Graduação e Educação Profissional da UFPR, Eduardo Salles de Oliveira Barra, a Universidade tem cerca de sete mil estudantes matriculados nos 40 cursos de licenciatura. Para ele, o papel básico dos cursos de licenciatura é formar professores da educação básica, desde as séries inciais até os cursos voltados para cada disciplina que compõe o currículo do ensino fundamental até o ensino médio. “Mas esse é o papel digamos funcional dos cursos de licenciatura. Acredito que eles têm um papel mais importante, que é trazer a reflexão sobre o ato educacional para dentro da própria instituição”, diz.

Por Chirlei Kohls
Parceria Superintendência de Comunicação e Marketing (Sucom) e Agência Escola de Comunicação Pública e Divulgação Científica e Cultural da UFPR

Leia a matéria sobre a gravação de projetos da UFPR feita pela Capes TV:
Capes TV grava projetos de gestão da água e ensino da UFPR com foco no retorno da ciência para a sociedade