Universidade Federal do Paraná

Menu

+ UFPR

UFPR consegue aprovação da Capes para quatro novos cursos de doutorado e um mestrado profissional

Superintendência de Comunicação Social     11 de outubro de 2018 - 16h37

Quatro novos cursos de doutorado e um mestrado profissional da Universidade Federal do Paraná foram aprovados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O resultado de avaliação das propostas foi divulgado neste mês de outubro.

Foram autorizados os doutorados dos programas de pós-graduação em Comunicação Social,  Engenharia Química, Ciência Animal e  Assistência Farmacêutica, desenvolvido em rede; além do mestrado profissional em Engenharia de Manufatura.

De acordo com a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG), com o resultado, cerca de 70% dos programas de pós-graduação da UFPR passam a ter os dois níveis de formação – mestrado e doutorado. “A universidade recebe com muita felicidade essa notícia. Os doutorados nos permitem fazer pesquisa mais densa, complexa e elaborada. Isso tende a potencializar as atividades da instituição na área da pesquisa”, explica o coordenador de Programas de Pós-Graduação Stricto sensu, André Luiz Felix Rodacki.

“A melhoria do conceito dos programas os habilitou a abrir um doutorado. É o que o país precisa: mais doutores, pesquisas qualificadas e conhecimento elaborado”, avalia Rodacki.

Ciência Animal

O novo curso do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal é o primeiro curso de doutorado sediado no Setor Palotina. O programa iniciou as atividades em 2012, após a aprovação do mestrado no ano anterior.

Há quatro anos na coordenação do programa, o professor Luciano Bersot explica que somente com o mestrado não era possível fortalecer as linhas de pesquisa. “A pesquisa é um trabalho contínuo e longo. O doutorado vai ampliar os horizontes e a qualidade da ciência produzida aqui”, afirma. “Com a criação do doutorado, poderemos consolidar nosso trabalho científico que vai agregar no contexto da Ciência Animal, com abrangência regional, nacional e internacional”.

Comunicação

O projeto para a criação do doutorado do Programa de Pós-Graduação em Comunicação começou a ser elaborado em 2017, logo após o resultado da avaliação quadrienal.

“Eu e a professora Kelly Prudencio estávamos na coordenação do Programa quando ele alcançou a nota 4 e iniciamos o projeto com o apoio da Pró-Reitoria de Pós-Graduação”, relata a docente Cláudia Quadros. “É muito difícil ter um projeto de doutorado aprovado na primeira submissão, mas conseguimos isso com a experiência de nossos docentes adquirida no nosso programa e em outros programas de pós-graduação. Muitos dos docentes do PPGCOM-UFPR têm experiência na orientação de doutorado, o que também contribuiu para o fortalecimento da proposta do primeiro doutorado em Comunicação do Paraná de uma instituição pública.”

A atual coordenadora do programa, professora Valquiria Michela John, afirma que a aprovação representa uma conquista importante para a área: “Há um déficit de oferta na área. Nos estados do Paraná e Santa Catarina só temos dois programas com doutorado e um deles é focado em jornalismo. Os pesquisadores se viam na necessidade de levar os projetos para outras áreas do conhecimento. Isso não é ruim, mas é importante que se construa a trajetória do pesquisador na área de formação”.

Engenharia Química

Desde 2007 o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química oferece o mestrado acadêmico, avaliado com conceito 4 pela Capes. A expectativa a partir de agora é que o curso de doutorado aprovado tenha abrangência expressiva, pois poderá atender uma demanda imediata de mais de 25 municípios da região metropolitana de Curitiba.

De acordo com o professor Alexandre Ferreira Santos, coordenador do programa, “a comunidade do PPGEQ pacientemente perseguiu o objetivo maior de criação do curso de doutorado. Inicialmente, dedicando-se à estruturação do programa e à formação dos primeiros mestres, e num segundo momento na busca comprometida de índices de produtividade compatíveis com as melhores escolas de pós-graduação nacionais, ferramenta de avaliação tipicamente associada à atividade em série e bem executada de pesquisa e formação discente”.

Assistência Farmacêutica

O doutorado do Programa de Pós-Graduação em Assistência Farmacêutica será ofertado sob a forma de associação em rede, assim como o mestrado é oferecido atualmente. O coordenado local do Programa é o professor Roberto Pontarolo.

A rede conta com a participação de seis instituições federais: Universidade Federal do Paraná, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal do Espírito Santo, Universidade Federal da Bahia, Universidade Federal de Santa Catarina e Universidade de Vila Velha.

 

Engenharia de Manufatura

Criado pelo Departamento de Engenharia Mecânica, o Mestrado Profissional em Engenharia de Manufatura tem ênfase na Industrialização 4.0 – modelo que leva digitalização, automação, inovação e sustentabilidade aos processos fabris. A proposta foi submetida à Capes no mês de maio e aprovada.

O curso stricto sensu de caráter profissional abrange a pesquisa aplicada, em que os estudantes precisam solucionar problemas, agregando valor para o mercado de trabalho. São três linhas de pesquisa: materiais avançados; processos de fabricação e simulação e integração de processos.

O coordenador do Mestrado Profissional, Ramón Cortés Paredes, afirma que o desenvolvimento acelerado da Ciência e Tecnologia é observado pela CAPES como um grande desafio para as universidades. “Nossa proposta é uma resposta à necessidade dos distintos setores de nossa indústria paranaense e nacional, no sentido de disponibilizar conhecimentos recentes vindos da pesquisa, da academia e da mesma indústria, unidas para gerar tecnologia própria, reduzir a dependência tecnológica, aumentar a apropriação e geração de conhecimento próprio”.

Outra característica do curso será a multidisciplinaridade, a customização e a flexibilidade. “O curso deve preencher a lacuna de integração dos processos de manufatura com a cadeia de valores da organização”, conta o professor Pablo Deivid Valle. “Há carência na área, queremos fazer essa ponte entre a universidade e as empresas”.

O Mestrado Profissional em Manufatura recebeu o apoio de empresas e a procura de mais de 700 interessados. O edital deverá ser lançado no mês de novembro e as aulas estão previstas para março de 2019.


Outras notícias

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2018 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR