Universidade Federal do Paraná

Menu

+ UFPR

Levantamento do MEC aponta que 78% dos docentes das universidades federais possuem doutorado

Superintendência de Comunicação Social     22 de fevereiro de 2018 - 13h46

O Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siape), unidade do Ministério da Educação (MEC), divulgou levantamento que comprova a qualidade das universidades federais. De acordo com o Siape, em dezembro de 2017, 78% dos docentes das instituições de ensino superior do País possuíam, pelo menos, um curso de doutorado.

A UFPR se saiu bem no levantamento e obteve indicadores acima da média nacional. Segundo o estudo do MEC, 84,04% dos docentes da UFPR são doutores. Dos seus 2.443 professores, 2.053 são doutores. Em todo o Brasil, chega a 85.525 o total de docentes das universidades federais, dos quais 65.304 são doutores.

A Universidade Federal do ABC (UFABC) obteve o melhor resultado da sondagem. 100% do seu docente é composto por doutores em suas áreas de atuação e ensino. Em seguida, vêm a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com 98% e 97% dos professores com doutorado, respectivamente.

O reitor da UFABC, professor Klaus Capelle, disse que é política da universidade contratar apenas docentes com doutorado. “Para o docente, não é imprescindível, mas altamente desejável. A experiência de ter participado da produção de um elemento substancial de conhecimento novo (a pesquisa da tese de doutorado) muda significativamente a postura e atuação do profissional, inclusive na sala de aula”, disse.

Qualidade das universidades

O presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), reitor Emmanuel Tourinho, destacou a conquista das universidades. “Ficamos felizes por, mais uma vez, os indicadores oficiais, nesse caso, sobre a titulação dos nossos docentes, atestarem a qualidade das universidades federais”, elogiou.

O coordenador do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Gestão de Pessoas das Universidades Federais (Forgepe), Maurício Viegas, explicou que o doutorado se concentra a formação de recursos humanos para o ensino em diferentes níveis e nas mais variadas áreas de conhecimento e que a legislação que regula a realização de concursos públicos docentes privilegia a formação de professores com doutorado, assim como as regras internas das universidades.

“Também é nesse grau elevado acadêmico que a pesquisa chegará ao seu nível ótimo, nas suas peculiaridades de interação tecnológica e de inovação. Estes são os denotativos do papel fundamental que tem o doutorado no aprimoramento do trabalho docente e não só: o doutorado qualifica a atividade docente e aprimora os seus resultados”, comentou o coordenador, .

Mesmo assim, os reitores entendem que de modo geral a sociedade não percebe o impacto positivo que a qualificação dos professores do ensino superior público brasileiro exerce no desenvolvimento do País. “Mas, ainda que essa dimensão não seja óbvia, os efeitos disseminadores de conhecimento nas mais amplas áreas são reconhecidos universalmente. Isso se dá no reconhecimento da contribuição constante da formação especializada dos docentes – e de seu prolongamento na formação dada aos discentes – nos avanços científicos, tecnológicos, sociais e culturais de uma comunidade”, explicou.

Fonte: Andifes


Outras notícias

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2018 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR