Universidade Federal do Paraná

Menu

Extensão e Cultura

Filarmônica Orquestra Show embalou penúltima noite do Festival de Inverno em Antonina

Superintendência de Comunicação Social     21 de julho de 2018 - 17h13

Lady Gaga, Jackson 5 e uma seleção de Raça Negra embalaram a penúltima noite do Festival de Inverno da Universidade Federal do Paraná. O espetáculo da Filarmônica Orquestra Show já é tradição e uma das apresentações mais esperadas.

O maestro Cainã Alves perguntou ao público “uma orquestra toca isso?”, enfatizando que o grupo de Antonina possui um repertório diferente das orquestras tradicionais. Com descontração e alegria, canções de Red Hot Chilli Peppers, Djavan, Lulu Santos e Raul Seixas animaram o público.

A Filarmônica Orquestra Show tem sua história ligada ao Festival de Inverno; isso porque o grupo estreou no evento em 2001, na 11ª edição. Atualmente os 33 integrantes, a maioria músicos de Antonina, realizam ensaios semanais durante todo o ano.

Cainã Alves, maestro da Orquestra e egresso da UFPR, contou que a instituição filarmônica da cidade participou de todas as edições do Festival de Inverno. Até o ano 2000, a banda sinfônica realizava as apresentações; com o surgimento da Orquestra Show, o grupo passou a ser presença garantida na programação. “Vou fazer 28 anos, mesma idade do evento. Eu me criei com o Festival”, disse. “Participei de diversas fases, desde as oficinas infantis até minha estreia como maestro em 2012”.

Durante o show, os músicos cantaram e dançaram, com direito a coreografias. A composição inclui oito tipos de instrumentos de sopro, entre eles flauta e clarinete, e outros cinco para a base harmônica. “É uma época especial, por isso preparamos um repertório especial. 70% das músicas são novas”, explicou o maestro.

A servidora pública Ieda Carla Cândido, de Paranavaí, assistiu ao show da Orquestra pela primeira vez. “Achei maravilhoso. Só conhecia orquestras tradicionais e adorei esse repertório mais popular”, disse.

 

Oficinas e Duo Tercino

A programação de sexta-feira (20) começou com apresentações das oficinas de aprimoramento para Orquestra Show e Banda Sinfônica. Dezenas de músicos que participaram das atividades durante toda a semana tocaram um repertório variado ao lado do Colégio Brasílio Machado, no centro de Antonina.

Às 18h30, o público acompanhou o Duo Tercina na Igreja São Benedito. Formado pelo clarinetista Jonathan Augusto e pelo violinista Eric Moreira, o duo apresentou o show “Cláudio Menando  + Toninho Horta”.

Os músicos participaram do Festival em 2015, logo no início do Duo. “Estávamos na faculdade quando decidimos tocar e fomos amadurecemos a ideia. Começamos no final de 2013. Estamos felizes em voltar”, disse Jonathan.

Duo Tercina se apresentou pela segunda vez no Festival. Foto: Agência Prattica

 

Téssera traz retrato da força feminina em dança contemporânea

 Parte do penúltimo dia do Festival de Inverno, a atração Téssera Companhia de Dança da UFPR trouxe cenário místico para falar da força feminina.

O espetáculo é baseado na frase “nós somos netas das bruxas que vocês não conseguiram queimar”. Chamada de “Aquela que é”, a apresentação acontece em uma floresta noturna, cercada de elementos místicos e as bailarinas com roupas de bruxas, fazendo todos os itens se complementarem.

Segundo a coreógrafa Juliana Virtuoso, a atração destaca a força feminina, a coragem diária e a generosidade. “Através da dança, o balé ritualístico se faz mais evidente pela performance das bailarinas, que se dedicam a isso”, ressaltando a importância da dança para as expressões.

Os 21 dançarinos, sendo a maioria mulheres, se entregam ao personagem como numa peça de teatro, unindo as duas artes. Com uma hora de duração, o espetáculo lotou a casa e conquistou muitos aplausos.

A Téssera comparece ao Festival desde a primeira edição. A coreógrafa Juliana participa há pelo menos 15, atuando como bailarina e, agora em 2018, como coreógrafa oficial do grupo. “Trazer a Téssera é uma tradição anual. A intenção é mostrar a Antonina o que nós produzimos e, no caso deste espetáculo, trazer força feminina para encarar as coisas, dia após dia”.

Para conhecer mais sobre a Companhia de Dança da UFPR, confira a página oficial.

Aline Fernandes França, Larissa Nicolosi e Agência Prattica


Outras notícias

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2019 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR