Universidade Federal do Paraná

Menu

Ensino e Educação

Festival de Interações Culturais e Humanísticas celebra a construção coletiva do conhecimento

Superintendência de Comunicação Social     8 de novembro de 2018 - 17h50

Aconteceu na quarta-feira (7), em Matinhos, o Festival das Interações Culturais e Humanísticas (Fich), no qual são expostos e compartilhados os resultados desse espaço curricular inovador, que integra todos os cursos ofertados pelo Setor Litoral da UFPR. Este ano o evento agregou também a Caravana do Plano Institucional de Cultura (PIC/UFPR), que apresentou alguns dos trabalhos desenvolvidos pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

As Interações Culturais e Humanísticas (ICHs) são um dos principais diferencias do Setor Litoral. Elas consistem em um espaço curricular que promove a interdisciplinaridade de forma vertical (entre estudantes de diferentes períodos) e horizontal (entre estudantes de diferentes cursos).

Todos os cursos do Setor Litoral expõem trabalhos durante o Festival, que acontece anualmente. Foto: Comunicação – Setor Litoral

Segundo o vice-diretor do Setor, professor Luis Eduardo Thomassim, há dois momentos fundamentais para o bom funcionamento das ICHs: a articulação das propostas, para que haja variedade que contemple diferentes experiências e temas, assim como a extensão territorial do litoral; e a divulgação delas, para possibilitar uma boa experiência de matrícula dos estudantes, bem como para a comunidade.

“O espaço das ICHs é um facilitador de abordagens interdisciplinares. Elas permitem trocas que são enriquecidas pelo fato de as turmas serem constituídas por estudantes de diferentes cursos e áreas de conhecimento. Mesmo quando o professor tem uma abordagem mais sustentada em uma disciplina, a construção de olhares mais complexos e ampliados sobre os fenômenos e suas diferentes dimensões é possibilitada pelas reconstruções, significações e ações que os estudantes passam a produzir”, analisa Thomassim.

A estudante de Linguagem e Comunicação Jaqueline Gomes Rodrigues Lecheta participou da ICH “Do ponto de vista das crianças”, na qual foram trabalhadas as percepções de mundo das crianças. “Sou professora da educação infantil e ter uma visão do pensamento da criança sobre as coisas ajudou bastante. É preciso analisar as pesquisas feitas com crianças e buscar entender os pensamentos que elas têm”, explicou Jaqueline.

Além da exposição de trabalhos, o Festival também teve intervenções culturais.

Para o coordenador do curso de Agroecologia, Diomar Augusto de Quadros, a proposta da ICH é maravilhosa porque proporciona diferentes olhares sobre o mesmo objeto. Ele faz um pequeno histórico de como o espaço foi construído. “Em 2006, nós trabalhamos na forma de oficinas bimestrais, que eram construídas juntamente com os estudantes. Na evolução da metodologia, houve momentos em que os estudantes, no início do semestre, podiam transitar entre uma ICH e outra para escolher em qual ficariam. Agora as ICHs são pospostas no final do semestre anterior para que possamos iniciar no ano seguinte. As propostas das ICHs podem partir tanto do docente quanto também do estudante. Elas continuam sendo construídas de forma coletiva”, relatou Diomar.

Além das exposições em estandes, o Fich contou com intervenções como aulas de yoga, ofertadas pela ICH “Yoga no Cotidiano”, e a pré-estreia da peça Liberdade Liberdade, dirigida pelo professor Alaor Carvalho e encenada por estudantes do Setor Litoral.


Outras notícias

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2018 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR