Universidade Federal do Paraná

Menu

Extensão e Cultura

Estudantes da UFPR têm a oportunidade de vivenciar a experiência profissional de uma startup dentro da universidade

Superintendência de Comunicação Social     11 de julho de 2018 - 12h41

Estudantes de Engenharia da UFPR têm a oportunidade de vivenciar a experiência profissional de uma startup dentro da universidade. Essa é a proposta da Startup Experience, uma iniciativa vinculada ao projeto de extensão Ciência para Todos, do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Energia Autossustentável (NPDEAS).

Coordenada pelo professor André Mariano, do Departamento de Engenharia Elétrica, a Startup Experience é um projeto interdisciplinar, que trabalha por mio do compartilhamento de espaços e que visa dar aos estudantes a oportunidade de “associar o que os cursos estudam à vida real”, por meio de uma experiência de empreendedorismo, gestão e vivenciando o dia a dia de uma empresa.

“Por meio do projeto os estudantes são desafiados. Aprendem ciência na prática. E não deixam a teoria de lado. Aqui eles terão a experiência acadêmica, mas também recebem um problema prático e precisam apresentar soluções reais para ele” – explica Mariano.

“O curso é muita teoria, muita sala de aula, muita conta. Aqui podemos colocar em prática. Além disso, podemos trabalhar com outros cursos, que é bem relevante e nos traz conhecimentos que não vemos na nossa graduação” – conta Mauro Filho, estudante de Engenharia Elétrica.

Estudantes de Engenharia da UFPR têm a oportunidade de vivenciar a experiência profissional de uma startup dentro da universidade. Crédito: Marcos Solivan.

Aaron Machado, também estudante de Engenharia Elétrica, afirma que “o ambiente da Startup é atraente porque aprimoramos nossos conhecimentos e temos uma ideia do que nos espera lá fora, no mercado de trabalho”.

Manoel Alcântara, formando da Engenharia Mecânica, lembra que um dos grandes aprendizados dentro da startup foi a integração com outras engenharias e que a troca de conhecimentos entre as áreas está complementando sua formação.

Participam do projeto estudantes de graduação de diversos cursos da UFPR, principalmente da área de engenharia, no entanto, outras áreas, como Expressão Gráfica também têm seus representantes na iniciativa, que teve início em 2016.

Alexia Cristina, é estudante de Expressão Gráfica e responsável pela identidade visual da equipe. Conta que a experiência no projeto é valiosa: “Aqui eu desenvolvo muita coisa que eu não aprendi no meu curso. Já perdi um estágio por não ter uma formação que eu tenho porque vi aqui”.

Resolução de problemas urbanos

O grupo trabalha com projetos que visem resolver problemas urbanos, por meio da IoT (Internet das Coisas) e da exploração de Energias Renováveis, que são também os eixos principais de atuação do NPDEAS. Dessa forma, além de colocar em prática o que é estudado no Núcleo, conseguem reforçar o trabalho de produção, divulgação e popularização da ciência e tecnologia.

Entre os diversos trabalhos em desenvolvimento do grupo hoje temos o B1K3 LAB, que é um dispositivo que pode ser acoplado em bicicletas e que tem a finalidade de coletar dados relacionados a ciclo mobilidade. Equipado com sensores ele auxiliará no mapeamento de regiões com obstáculos, problemas de segurança e acidentes.

“Se um carro passar a menos de um metro e meio do ciclista, o sensor irá ler essa informação e irá jogar para um programa que mapeará a cidade, mostrando as regiões mais e menos seguras, com rotas a se evitar, por exemplo”. Além disso há outro sensor que ajuda a ver a população ambiental – revela Mariano.

Outro projeto do grupo é o Smart Mobility, desenvolvido em parceria com as professoras Silvana Camoim e Mária Andrade Bernardinis, que consiste num aplicativo que permite qualificar informações sobre o deslocamento das pessoas fazendo uso de diferentes meios de transporte.

“Ele irá mostrar o tempo gasto por meio de transporte. O melhor caminho. O trânsito. Gastos. O tanto de CO2 emitido. O impacto ambiental. E isso irá gerar um relatório. A ideia é estudarmos a mobilidade urbana e gerar dados abertos. Hoje temos esses dados, mas eles são fechados, ou seja, não conseguimos usá-los para modificar a realidade”.

Para conhecer mais projetos desenvolvidos pelo grupo acesse o site do NPDEAS.

 

 


Outras notícias

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2018 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR