Universidade Federal do Paraná

Menu

Ciência e Tecnologia

UFPR vai abrigar Centro de Reabilitação de Animais Marinhos em Pontal do Paraná

Superintendência de Comunicação Social     22 de agosto de 2017 - 14h59

O litoral do Paraná vai ganhar um ambiente adequado e com grande capacidade para monitorar e atender animais marinhos. O futuro Centro de Reabilitação de Animais Marinhos (CRAS) será construído em Pontal do Paraná, no Centro de Estudos do Mar (CEM) da Universidade Federal do Paraná. A obra será financiada pela Petrobras, como parte do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos, relacionado ao processo de licenciamento ambiental do pré-sal.

A instalação do Centro de Reabilitação foi aprovada pelo Conselho de Desenvolvimento Territorial do Litoral do Paraná (Colit) no dia 3 de agosto. O CRAS ainda depende de licenças do Instituto Ambiental do Paraná e da Prefeitura de Pontal do Paraná, mas a previsão é que as obras comecem em 30 dias.

Com uma área total de 800 metros quadrados, o CRAS terá 380 metros quadrados de espaços fechados, com laboratórios e ambientes de atendimento com estrutura hospitalar e salas de análise de dados. O restante do terreno será destinado à estrutura de suporte à vida, com atendimento à fauna. O valor destinado à construção é de R$ 2 milhões.

A coordenadora do Laboratório de Ecologia e Conservação do CEM, bióloga Camila Domit, será a responsável pelo CRAS na UFPR. Ela conta que a obra é uma parceria entre UFPR e Universidade do Vale do Itajaí (Univali), com recursos oriundos da condicionante do Ibama à Petrobras devido às atividades de exploração de gás e petróleo na Bacia de Santos. A Petrobras deve manter um projeto que avalie a interferência das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário a animais vivos e mortos.

Atendimento a vida marinha

Segundo Camila, o CRAS atenderá exclusivamente animais marinhos e costeiros, sendo estes restritos aos que têm hábito aquático. No novo espaço, será possível atender, simultaneamente e dentro das demandas legais, cem aves não voadoras, como pinguins, dez aves voadoras, dois lobos marinhos, um cetáceo (baleia) e oito tartarugas marinhas. “Importante ressaltar que as ações de resgate, reabilitação, avaliação de mortalidade das espécies de fauna marinha abordadas pelo projeto e atendidas pelo CRAS estão inseridas em demandas e protocolos internacionais e respondem a agendas de convenções internacionais endossadas pelos Ministério do Meio Ambiente brasileiro”, explica a bióloga.

Além do atendimento aos animais, o CRAS também será um importante espaço de participação dos alunos da UFPR, tanto como local para estágio, quanto local de pesquisa na área acadêmica e práticas voltadas à gestão costeira. O projeto também possibilita a realização de ações de extensão, como sensibilização ambiental na comunidade, e palestras sobre atendimento da fauna marinha e avaliação de ameaças ao ecossistema costeiro.

A oportunidade de se estruturar um CRAS na UFPR é fruto do trabalho que vem sendo desenvolvido em toda a história do Centro de Estudos do Mar. Os trabalhos realizados nos laboratórios e as ações educacionais promovidas pelo CEM são utilizados por outros laboratórios e instituições parceiras no desenvolvimento de pesquisas inéditas e de relevância nacional e internacional sobre a fauna marinha.

 


Outras notícias

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2017 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR