Universidade Federal do Paraná

Menu

+ UFPR

Professor Leandro Gorsdorf participa de missão especial para verificar impacto da política econômica na população brasileira

Superintendência de Comunicação Social     10 de agosto de 2017 - 13h03

Foto: André Filgueira

O professor de prática jurídica em Direitos Humanos, Leandro Franklin Gorsdorf, que também é pró-reitor de Extensão e Cultura da UFPR,  participa de uma das missões da Plataforma de Direitos Humanos Dhesca Brasil que tem o objetivo de verificar o impacto da política econômica de austeridade na vida da população.

A missão consiste em visitas de relatores especiais a cinco estados – Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Goiás e Pará -, com o apoio do Ministério Público Federal. Os relatores verificam aspectos como o aumento da violência nas favelas cariocas; a realidade dramática da população em situação de rua e que vive em ocupações de moradia na cidade de São Paulo; o fechamento dos postos da Funai na Amazônia; a situação de agricultores familiares no Centro-Oeste; o acirramento da violência no campo; o desmonte da política nacional de saúde, de saneamento e de assistência social, em especial no atendimento às famílias afetadas pela tríplice epidemia em Pernambuco (dengue, chicungunya e zika); além da realidade dos milhões de jovens e adultos desempregados.

As visitas começaram no último dia 6 de agosto no Rio de Janeiro. A partir desta quinta-feira (10), Gorsdorf estará em São Paulo para avaliar o impacto da política econômica nas questões urbanas e as questões referentes à população em situação de rua. “Nós levantaremos as situações de violação de direitos humanos ouvindo as comunidades afetadas em uma audiência pública e visitando lugares em São Paulo que concentram a população em situação de rua. Posteriormente, faremos uma reunião com autoridades municipais, estaduais, Ministério Público e Defensoria Pública”, conta o professor.

As informações das missões locais vão integrar um relatório nacional, composto também por análises de indicadores sociais e orçamentários, discussões jurídicas e econômicas e por recomendações ao poder público. O documento será apresentado até outubro ao Senado Federal e às instâncias de direitos humanos da Organização dos Estados Americanos e das Nações Unidas.

De modo inicial, a ação dará viabilidade para essas comunidades. Em um segundo momento, definirá instrumentos para a ação de garantia de direitos humanos”, explica Gorsdorf a respeito da importância da relatoria.

Relatorias de Direitos Humanos

Inspirada nos Relatores Especiais da ONU, a Plataforma Dhesca criou em 2002 as Relatorias de Direitos Humanos. Desde então, mais de cem missões foram realizadas, denunciando nacionalmente e internacionalmente violações de direitos humanos e influenciando legislações e o desenho de políticas públicas no país.

A função de relator não é remunerada e é exercida por pessoas com grande reconhecimento no campo em que atuam, responsáveis por liderar investigações independentes sobre violações.


Outras notícias

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2017 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR