Universidade Federal do Paraná

Menu

Ensino e Educação

Coordenadores de licenciaturas e Prograd trabalham em resolução para criar política de formação de professores

Superintendência de Comunicação Social     27 de outubro de 2017 - 19h19

A primeira reunião entre coordenadores de licenciaturas da UFPR e membros da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), nesta quinta-feira (26), marcou o início das discussões para a criação de uma política institucional para formação de professores. O alvo inicial do debate é a substituição da Resolução 62/2015 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), que criou o regimento interno do Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica da Universidade Federal do Paraná (Comfor/UFPR).

Criado para coordenar e articular os programas de formação continuada de professores da educação básica, o Comfor/UFPR está sendo repensado para atuar em nível institucional, o que não ocorre atualmente, no entender do pró-reitor de Graduação Eduardo Barra. Segundo ele, na ausência de uma política institucional para formação inicial e continuada de docentes, o Comfor/UFPR vem atuando de forma pulverizada e é subutilizado.

Coordenadores de licenciaturas e Prograd discutem reformulação do Comfor/UFPR. Fotos: Samira Chami Neves

“O comitê não tem funcionamento regular há algum tempo e não com a densidade que é necessária, mas apenas para resolver problemas burocráticos”, avaliou. A expectativa é que a minuta que está sendo elaborada seja encaminhada ao Cepe até o fim deste ano.

Conformidade

Uma meta da resolução é atender a à Portaria 158/2017 da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que, em agosto, estabeleceu critérios para instituições de ensino superior participarem de programas de formação de professores, entre os quais o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e o Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica (Parfor).

Entre as exigências descritas pela Capes, está melhorar a articulação entre as entidades que participam da formação de professores juntamente com a universidade. Dessa forma, a instituição de ensino superior precisará apresentar uma política institucional para as licenciaturas em consonância com o Projeto Pedagógico Institucional (PPI) e definir uma instância organizacional vinculada à pró-reitoria de graduação para integrar essa política.

Catarina: demanda da UFPR é aumentar representatividade do colegiado

De forma geral, a visão dos debatedores foi a de que a portaria da Capes teria como objetivo forçar a organização de entidades de ensino que formam professores, mas têm sérios problemas de institucionalização, o que não é o caso da UFPR. Assim, para a universidade, a regra cria, acima de tudo, a oportunidade de rever instâncias.

Portanto, a outra intenção da minuta será aumentar a relevância do Comfor/UFPR, que atuará como coordenador da política de formação de professores elaborada por seus membros. Para isso, o comitê poderá ter mais membros, que representarão mais entidades ligadas à docência.

“Para a UFPR, a principal demanda é ampliar o comitê e trazer mais interlocutores para o tema”, afirmou a professora Catarina Moro, coordenadora da Coordenação de Políticas de Formação de Professores da UFPR (Copefor).

Colegiado

Nesta quinta, os debatedores chegaram a alguns consensos, como o de manter a sigla do comitê e ampliar o número de representantes do colegiado. Ainda estão em discussão aspectos como a forma com que o Comfor/UFPR se relacionará com a Copefor, por exemplo.

Durante a reunião, coordenadores manifestaram preocupações específicas, adiantando as questões que devem ser abordadas quando da criação da política institucional de formação de professores.

Entre os temas, foram levantados a relação que a pesquisa terá com a procura para formação de professores, além do aumento do percentual de professores formados pelo ensino à distância e as contrapartidas a serem firmadas entre universidades e governos para viabilizar a frequência dos professores à formação.

Por Camille Bropp Cardoso


Outras notícias

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2017 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR