Universidade Federal do Paraná

Menu

Extensão e Cultura

Associativismo e cooperativismo são temas de curso pioneiro na UFPR

Superintendência de Comunicação Social     14 de fevereiro de 2017 - 12h23

Pesquisadores, extensionistas e trabalhadores ligados a cooperativas  de vários países estão em Curitiba para participar da I Escola de Verão promovida pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Os participantes do encontro, que vai durar 10 dias, vão trocar experiências sobre cooperativismo e associativismo e conhecer iniciativas apoiadas pela Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP) da UFPR na região de Curitiba e no Litoral.

Aberta oficialmente na segunda-feira (13), no auditório do Setor de Ciências Agrárias, a Escola de Verão tem como tema  “Cooperativismo e associativismo como estratégias para o desenvolvimento rural”.

É organizada pela Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP) em parceria com o curso de pós-graduação em Contabilidade da UFPR e com o Comitê Acadêmico de Processos Cooperativos e Associativos (PROCOAS) da Associação das Universidades do Grupo de Montevidéu (AUGM), que reúne instituições da  Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai. É a segunda experiência destes mesmos parceiros.  A primeira foi a  Escola de Inverno, realizada em 2016 na Univerdade Nacional do Litoral, na província de Santa Fé, na Argentina.

Os participantes terão a oportunidade de conhecer experiências de associativismo rural apoiadas pela incubadora da UFPR, como as atividades do Fórum de Desenvolvimento do Vale do Ribeira e da comunidade quilombola de Areia Branca. Também haverá a oportunidade para troca de experiências e sistematização dos   conhecimentos em forma de relatórios e artigos.

Cerimônia

O reitor Ricardo Marcelo Fonseca destacou a importância das relações internacionais para a universidade. Foto: Marcos Solivan/Sucom UFPR

O reitor da UFPR, professor Ricardo Marcelo Fonseca, destacou durante a abertura do evento a importância estratégica das relações internacionais para a universidade, reafirmando o compromisso de que a instituição continue a ter um papel ativo na AUGM. O professor chamou a atenção para a forma como a UFPR trata o tema do cooperativismo, citando o interesse sempre presente nos programas de pós-graduação, além das ações extensionistas.

O pró-reitor de Extensão e Cultura da UFPR, professor Leandro Franklin Gorsdorf, fala durante a abertura da I Escola de Verão. Foto: Marcos Solivan/Sucom UFPR

Para o pró-reitor de Extensão e Cultura da UFPR, professor Leandro Franklin Gorsdorf, a  iniciativa é importante para a construção de um modelo que valorize a produção de conhecimento regional. “Esse é um diferencial da Escola de Verão e da AUGM:  ver aqui representantes dos vários países. É uma resposta à necessidade urgente de que nós da América Latina, principalmente do Brasil, nos reconhecermos como latino-americanos”. E completou afirmando que a iniciativa “impõe uma outra lógica das relações acadêmicas, de construção de um conhecimento popular comum entre a universidade e as comunidades”.

Representando a AUGM, o professor Diego Barrios, da Universidade Nacional do Uruguai, lembrou da sólida parceria, que já dura 13 anos, entre a ITCP e a associação de universidades. Falou da importância dos processos associativos e cooperativos, como os desenvolvidos no contexto do PROCOAS, para responder à situação de extrema concentração de riqueza nos países do Cone Sul. Destacou ainda que as experiências de integração podem ajudar a resistir à  situação de crise política e econômica que atinge países da região, como Brasil e Argentina.

Denys Dosza, vice-coordenador da ITCP, e um dos principais organizadores do curso, indicou a importância das parcerias para a promoção do trabalho em torno do cooperativismo e associativismo. “Precisamos compreender que uma universidade próxima da sociedade vai permitir que a gente tenha contato com a realidade do país e efetivamente trazer sistematização de conhecimento contextualizado e não distante da realidade”, lembrou o pesquisador.

Dosza ainda explicou como a indissociabilidade de ensino, pesquisa e extensão deve ser contemplado na produção de conhecimento e falou da experiência acumulada na ITCP. “A partir da extensão universitária nós construímos todo o conteúdo do curso. A proposta parte da relação histórica que a ITCP tem com estas comunidades e projetos em um acúmulo de 17 anos de história. O que pretendemos fazer, acima de tudo, é trocar experiências e recuperar um pouco da função social da universidade, dando enfoque na diversidade de países e na diversidade de realidades aqui presentes.”

Participaram ainda da cerimônia de abertura o vice-diretor do Setor de Ciências Agrárias e da Terra, Nivaldo Rizzi, o coordenador da ITCP, professor Luiz Panhoca, o coordenador do programa de pós-graduação em Contabilidade, professor Lauro Brito de Almeida, o diretor da Agência Internacional da UFPR, professor André de Macedo Duarte, e a presidente do Fórum de Desenvolvimento do Vale da Ribeira, Claudiane Costa Rosa.

Intercâmbio

Além de brasileiros de várias regiões do Brasil, participam da Escola de Verão representantes do Paraguai, Chile, Argentina e Uruguai. Os interesses são variados mas apontam para objetivos comuns. Para o sociólogo argentino Cesar Gomez, chamou a atenção a proximidade dos temas com suas atividades acadêmicas. Ele é professor na Universidad Nacional del Nordeste, na província de Chaco, na Argentina, e trabalha temas vinculados à educação rural e associativismo.

Já a pesquisadora argentina Violeta Vidal procurou o curso após perceber as possíveis contribuições para a problemática que envolve a relação entre o desenvolvimento local de comunidades e a preservação de áreas de conservação, tema que explora em sua investigação de doutorado na Universidade Nacional de Cordoba e no Centro de Investigacíon y Transferência da Universidade de Entre Rios.

A uruguaia Ibana Gomez traz um pouco do outro lado da relação entre as universidades e as associações, a estudante de agronoma é associada à Cooperativa Social Aldea Avati, de produção agroecológica, no Uruguai. Ela destaca a importância dessa relação: “Sinto que iniciativas como a Escola de Verão oferece um aporte para nosso trabalho na cooperativa e para nos organizarmos, por meio do conhecimento de outras experiências e também na mudança de perspectiva, ver a situação desde a base de trabalho é diferente de ver pelo ponto de vista da universidade, são duas visões complementares que confluem para o mesmo objetivo”.

Experiências múltiplas

Participantes de áreas diversas também enriquecem o curso. A professora Araci Asinelli da Luz, do Setor de Educação da UFPR,  é um exemplo. Na busca de ampliar o diálogo interdisciplinar buscou a Escola de Verão para conhecer novos contextos sociais e ter contato com pesquisadores de outras áreas. O foco do trabalho de Araci é na formação de professores e na educação ambiental, ela destaca a importância de poder levar estas experiências para os estudantes da área de pedagogia.

Já a cooperada Jôse Hartmann vem com o conhecimento prático que acumulou na contabilidade do assentamento Santa Izabel, na cidade de Rolândia. Seu interesse é ampliar contatos e fortalecer a rede de apoio da região: “lá nós temos muitas cooperativas e pequenos agricultores e nós temos trabalhado em rede, por isso eu acho que as experiências da ITCP vão ajudar a incrementar nosso trabalho”. O principal produto do assentamento é o leite, mas Hartmann explica que estão buscando diversificar a produção levando produtos diretamente a feiras livres em Foz do Iguaçu, uma experiência muito parecida com a que a ITCP faz com os produtores do Vale do Ribeira.

 


UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Flickr RSS UFPR UFPR no Youtube UFPR no Instagram
Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299 | CEP 80.060-000 | Centro | Curitiba | PR | Brasil | Fone: +55(41) 3360-5000
UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Universidade Federal do Paraná
Rua XV de Novembro, 1299
CEP 80.060-000 - Centro
Reitoria da UFPR - Curitiba - PR - Brasil
Fone: +55(41) 3360-5000

Imagem logomarca da UFPR

©2017 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR